PUBLICIDADE
Topo

Mercado da Bola

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com europeus na agenda, Flamengo começa a entrevistar técnicos nesta quarta

Diretoria do Flamengo não tem pressa para fechar com novo treinador - Alexandre Vidal
Diretoria do Flamengo não tem pressa para fechar com novo treinador Imagem: Alexandre Vidal
Bruno Andrade

Mora em Lisboa desde 2015. Começou a carreira no LANCE! e depois virou correspondente internacional da Goal.com. Atualmente, trabalha também no jornal A BOLA e na TVI, ambos de Portugal - esteve antes no jornal O JOGO e Canal 11.

Colunista do UOL

01/12/2021 04h00

O Flamengo começa nesta quarta-feira a entrevistar os potenciais candidatos a assumir o posto deixado por Renato Gaúcho. A estratégia do clube carioca passa por ouvir nomes de treinadores estrangeiros. Neste momento, brasileiros não estão entre os cogitados.

As primeiras conversas com os "gringos" passam pelo mapeamento das situações de cada um deles. Nada deve ser resolvido de imediato, visto que, paralelamente a isso, os dirigentes vão discutir internamente valores e também buscar consenso para definir o escolhido.

O mercado europeu, especialmente o português, é dos que mais agrada ao Rubro-Negro, fruto do recente trabalho vitorioso de Jorge Jesus, que deixou o Brasil com seis títulos na bagagem, e também da consulta feita a Carlos Carvalhal, antes do acordo com o catalão Domènec Torrent, em julho de 2020.

Com André Villas-Boas praticamente descartado, já que não tem interesse em trabalhar no futebol brasileiro, outras opções de Portugal podem ser visadas, como, por exemplo, Paulo Fonseca, ex-Shakhtar Donetsk e Roma, e António Oliveira, ex-Athletico Paranaense, que estão livres no mercado. Hoje no Braga, Carvalhal segue bem avaliado e nunca foi totalmente esquecido.

De saída do River Plate e favorito para assumir a seleção do Uruguai, Marcelo Gallardo é um nome que sempre esteve em alta nos bastidores do Flamengo. Porém, é um sonho difícil. O argentino tem a ambição de trabalhar na Europa a partir de 2022.

Ainda na Argentina, Sebastián Beccacece, do Defensa y Justicia, é um alvo constantemente relacionado ao futebol brasileiro. Recentemente, esteve na mira de Santos e São Paulo.

Jorge Jesus: desejo quase impossível

Ídolo rubro-negro, Jorge Jesus é um nome praticamente unânime dentro do Flamengo. Retornar ao Brasil agora, a princípio, é um cenário remoto. Tem contrato com o Benfica até junho de 2022, quando, então, deve cogitar um novo rumo na carreira - a seleção brasileira está no radar.