PUBLICIDADE
Topo

Mercado da Bola

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Abel Ferreira está na lista de eventuais substitutos de Bielsa no Leeds

Abel Ferreira tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2022 - GettyImages
Abel Ferreira tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2022 Imagem: GettyImages

Colunista do UOL

01/12/2021 10h38

Com o futuro em aberto no Palmeiras, Abel Ferreira figura na lista de nomes que o Leeds formou para atacar no mercado da bola se eventualmente Marcelo Bielsa optar em breve por sair. O argentino tem contrato vigente apenas até junho de 2022.

A diretoria do clube inglês é a favor da continuidade de Bielsa, visto o trabalho positivo feito nas últimas temporadas, mas a renovação ainda é uma incógnita. Não hã, para já, qualquer indicação concreta sobre um novo acordo.

Para não correr o risco de ser pego de surpresa, o Leeds, atualmente na 15ª posição da Premir League, já definiu alguns possíveis substitutos. Abel está entre os principais candidatos ao cargo, especialmente depois de conquistar o bicampeonato da Copa Libertadores.

Outro português também está bem avaliado pelos ingleses neste momento: Rúben Amorim, que levou o Sporting ao título nacional na temporada passada, depois de um jejum de quase 20 anos. O problema é a multa rescisória: 30 milhões de euros (R$ 190 milhões).

A caminho de obter férias no Verdão, Abel Ferreira viaja nos próximos dias para Portugal, onde vai descansar com a família e também definir os seguintes passos da carreira. A diretoria alviverde, que promete em breve uma valorização contratual ao português, vê a viagem com bons olhos.

Consultas, ofertas e... recusas

Nos últimos meses, Abel Ferreira, cujo contrato com o Palmeiras é válido até dezembro de 2022, foi alvo de várias sondagens e também ofertas do exterior. Já recusou avançar nas conversas com Al Rayyan (Catar), Al Nassr (Arábia Saudita), Fenerbahce (Turquia), Bordeaux (França) e Dínamo de Kiev (Ucrânia).