PUBLICIDADE
Topo

Mercado da Bola

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Roma apresenta oferta por Viña, mas Palmeiras pede 14 milhões de euros

Matías Viña tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2024 - Cesar Greco
Matías Viña tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2024 Imagem: Cesar Greco
Bruno Andrade

Mora em Lisboa desde 2015. Começou a carreira no LANCE! e depois virou correspondente internacional da Goal.com. Atualmente, trabalha também no jornal A BOLA e na TVI, ambos de Portugal - esteve antes no jornal O JOGO e Canal 11.

Colunista do UOL

16/07/2021 15h58

A Roma apresentou nas últimas horas uma oferta de 10 milhões de euros (60,3 milhões) para garantir a compra de 100% dos direitos econômicos de Matías Viña. Dono de 57,5%, o Palmeiras, que está "preparado" para vendê-lo, espera ainda por uma proposta de 14 milhões de euros (R$ 84,5 milhões) pela totalidade, o que renderia um encaixe de aproximadamente 8 milhões de euros (R$ 48,3 milhões).

Visto como substituto ideal de Leonardo Spinazzola, em fase inicial de recuperação depois de ter sofrido uma grave lesão na Eurocopa com a seleção da Itália, o clube romano, por enquanto, mantém a atual posição, mas não descarta nos próximos dias subir um pouco o valor oferecido ao Verdão pelo lateral-esquerdo esquerdo uruguaio. Não quer correr o risco de perder o jogador neste mercado da bola, visto a forte concorrência do rival Milan.

Também na mira do Porto, de Portugal, que até agora fez apenas uma sondagem, Viña já confidenciou a pessoas próximas que gostaria de atuar na Europa já nesta temporada. Está feliz no Brasil, mas gostaria o dar o passo seguinte na carreira.

Aos 24 anos e valorizado por ter representado a seleção do Uruguai na Copa América, Matías Viña tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2024.

*Colaborou Danilo Lavieri