PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Exclusivo: Corintiana expõe machismo em grupo de WhatsApp de conselheiros

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

12/11/2021 15h00

"Pode ter certeza. Deleto tudo o que vocês (sic) posta. É muita sacanagem ler essas bobagem (sic) que você posta. Vai arrumar um tanque de roupa para se divertir."

Essa foi a mensagem enviada pelo conselheiro vitalício do Corinthians Manoel Ramos Evangelista, conhecido como Mané da Carne, há décadas ligado ao clube, à conselheira Analu Tomé no grupo de WhatsApp que reúne os conselheiros do clube.

Mensagem machista em grupo de WhatsApp de conselheiros do Corinthians - Reprodução - Reprodução
Mensagem machista em grupo de WhatsApp de conselheiros do Corinthians
Imagem: Reprodução

O print da ofensa machista e misógina está publicado nas redes sociais da oposicionista como resposta à recusa da Comissão de Ética do Clube em aceitar denúncia. Segundo André Negão, que chefia a comissão, por ser um grupo não oficial, o Corinthians não poderia "se meter".

"Estávamos falando no grupo sobre um evento filantrópico e eu pedia ajuda para arrumar patrocinador, quando, do nada, ele me mandou essa mensagem. Alguns conselheiros recriminaram a atitude, mas só. Daí eu liguei para o André Negão e ele me disse que não poderia fazer nada. Eu avisei que procuraria à imprensa. Ele me disse que eu tinha todo o direito, mas que ele não poderia fazer nada", disse Analu com exclusividade ao BLOG.

Oposicionista, Analu acredita que seu voto declarado em Mario Gobbi e suas contestações a fazem alvo dos conselheiros da situação. Segundo ela, não é incomum Mané da Carne desrespeitar outros colegas e postar ofensas.

"Sou mulher, sou da oposição, sou feminista, sou dos Gaviões. Ele sempre ofende todos. O nível é baixíssimo. Cansei. Não é porque ele é um senhor de mais de 70 anos que pode fazer o que quiser", afirmou a conselheira, que agora pretende encaminhar a reclamação diretamente ao presidente do Conselho, Alexandre Husni.

"Vou falar com o Husni, sim. Não pode ficar assim", finalizou.

André Negão e Mané da Carne não atenderam aos chamados dessa colunista. Já o presidente do Corinthians me atendeu prontamente.

"O Corinthians como instituição repudia qualquer atitude ofensiva e machista. Mas esse é um caso particular entre os dois conselheiros, aconteceu fora do clube. A conselheira Analu pode procurar a Comissão de Ética ou o Conselho Deliberativo para fazer a sua denúncia", disse o presidente corintiano ao Blog.

Não é segredo para nenhum corintiano a influência de Mané da Carne no Parque São Jorge. Há mais de 50 anos no clube, é conselheiro vitalício e apoiou as últimas gestões do clube. Alvo de denúncias de desvio de verbas nas categorias de base (engavetadas no Conselho de Ética), foi padrinho de Andrés Sanchez e trabalhou com esse no seu gabinete de deputado federal em Brasília. Formalmente, entretanto, ele não tem cargo nenhum na gestão Duílio Monteiro Alves.

Já Analu Tomé, conselheira trienal do Corinthians, foi eleita pela Chapa 82 (oposição à administração Duílio) na última eleição, em que apoiou Mario Gobbi (hoje na oposição).

Vamos aguardar os próximos passos. 2021 e contando...