PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Exclusivo: Vídeo com defesa a Rogério Caboclo ataca Del Nero sem sutilezas

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

25/08/2021 00h41

O relógio marcou meia-noite em ponto. Meu telefone apitou com mensagem de número desconhecido. O conteúdo? Um vídeo com duração de 3 minutos de 47 segundos endereçado aos presidentes das 27 federações estaduais de futebol. Em troca de mensagens que se seguiram, Caboclo negou que o vídeo tenha sido produzido por ele. Não aceitou pedido de entrevista e apenas indicou caminho para que procurasse seus advogados.

"Você, presidente de Federação, está diante de uma escolha. Qual CBF você quer para o futuro?": assim começa a peça que, conforme esse BLOG conseguiu confirmar, já foi enviado para pelo menos 4 presidentes de federações.

Com trilha de filme de ação, uma série de números e dados sobre conquistas esportivas e milhões em prêmios e caixa, a gestão Rogério Caboclo é comparada com a gestão Marco Polo Del Nero à frente da CBF. Enquanto Caboclo é colocado como o artífice de conquistas múltiplas, investimento recorde, gestor que enfrentou a pandemia e ainda apostou no futebol feminino (uma foto e uma frase da jogadora Formiga é usada na peça), Marco Polo é sem cerimônia apontado como um corrupto, impedido de viajar e cuja gestão foi caso de polícia (ilustra as cenas com foto de Del Nero uma sirene de carro de polícia).

Não há sutileza. Há um empilhamento de dados que tentam sensibilizar os dirigentes de futebol a votar pela volta de Caboclo à sala da presidência da entidade máxima do futebol.

*Segundo uma das advogadas de Caboclo, Fernada Tortima, o vídeo não foi produzido pelo escritório de advocacia que defende o cartola. Em mensagem enviada ao blog depois da publicação do texto original, Fernanda afirmou que "estratégia política ou de comunicação não é nossa tarefa" e pediu inclusão dessa explicação na nota. Ei-la aqui.

Ontem, a Comissão de Ética do Futebol da CBF recomendou o afastamento por 15 meses de Caboclo por "atitude inapropriada''. O dirigente, que já cumpriu quase três meses da pena, foi acusado em maio por uma funcionária por assédio moral e sexual, mas a comissão anunciou a punição com base no que chamou de "atitude inapropriada". Só.

A punição sugerida pela comissão precisa agora ser referendada pela Assembleia Geral da entidade, formada, TCHA-NAM, pelos presidentes das federações estaduais. A ideia é marcar a votação para a semana que vem, mas o bastidor fervente e as datas-Fifa podem atrasar o processo.

Isso porque os cartolas (estaduais) preferiam que fosse indicada a antecipação das eleições. A pena de 15 meses é vista como uma saída que mantém Antônio Carlos Nunes, o Coronel Nunes, na presidência. Leia-se: mantém a atual diretoria.

A defesa de Caboclo promete recorrer da decisão.

No meu Instagram @MariliaRuizOficial, você pode conferir trechos do vídeo.

*atualização