PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: Flamengo, o mais novo 'inimigo' da Copa América

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

11/06/2021 11h28

Não há a menor dúvida de que os interesses do Flamengo ao acionar o STJD para paralisar o Brasileirão-21 são egoístas.

Não há a menor dúvida, e podemos colocar a lista dos eventos aqui em ordem alfabética, que a atual diretoria rubro-negra não é "comunista".

Não há jogo de cena. Não há cuidados com a imagem pública. O Flamengo pensa no Flamengo (e só) quando silencia o caso do incêndio no Ninho do Urubu, quando burla a quarentena para treinar escondido, quando se alia à Ferj para remarcar o Estadual na clara da noite, quando articula politicamente uma MP que lhe garanta direitos de transmissão de seus jogos como mandante, quando quer porque quer público nos estádios, etc e tal.

Indignação seletiva à parte, é fato que o Flamengo não quer o melhor do futebol, mas o melhor para si próprio. Cada um que avalie essa postura (flamenguistas aplaudirão).

Mas dessa vez, senhores não flamenguistas, o Flamengo tem toda razão: com quatro jogadores convocados para a Copa América, o clube quer a paralisação do BR-21.

Ah, mas só agora?

Ah, mas não tem o melhor elenco do país?

Ah, mas não é ligado ao governo que quis importar a Copa América?

Ah, mas....

Tem direito!

Rodrigo Dunshee de Abranches, vice jurídico do Flamengo, afirmou que o clube, assim como rivais, está sendo prejudicado com os desfalques de jogadores convocados pelas seleções para a Copa América. Dessa vez tem razão.

O cartola flamenguista disse que se deve respeitar o regulamento das competições. Dessa vez tem razão.

As razões são nobres? Não todas.

O Flamengo se aproveita de uma clara fragilidade da CBF? Pode-se deduzir que sim. A agora relação abalada das duas diretorias muda conforme o vento dos interesses. Dirigentes que já trocaram beijinhos, agora não se comunicam. Dirigentes que estavam juntos em Brasília há dois meses na final da Supercopa do Brasil, agora se atacam.

De qualquer forma, dessa vez o Flamengo tem (sua) razão.

Em nota, o STJD afirma que o pedido flamenguista foi encaminhado ao presidente do tribunal, Otávio Noronha. Não há prazo para liberação da decisão.

Atlético-MG e Palmeiras estão na mesma situação. Ainda não se manifestaram, mas deveriam.

Deveriam porque a convocação/apresentação da Seleção Olímpica (que acontecerá durante a disputa da Copa América) vai dilacerar ainda mais os melhores elencos do Brasil.

Quem sabe pelo torto caminho da indignação seletiva, não tenhamos o mínimo que se espera para um campeonato nacional; respeito da entidade organizadora pelos times que o disputam.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL