PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: (Pelo menos) Um brasileiro na final da Libertadores-21

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

01/06/2021 14h54

Não é uma coluna de adivinhação. Nem é uma torcida pacheca.

Mas a análise rápida e fria do sorteio dos mata-matas da Libertadores me faz acreditar que teremos um time brasileiro em Montevidéu em novembro.

Com exceção do Galo, dono da melhor campanha da fase de grupos e que pegará o sempre temível Boca Juniors, acredito que os clubes brasileiros se deram razoavelmente bem no sorteio (sim, há nuances nesse "bem") dos confrontos das oitavas-de-finais do torneio sul-americano.

Daí para frente a coisa será outra...

Para análise pacheco-raiz: Atlético, São Paulo e Palmeiras estão de um lado da chave (mas o mesmo de Boca e River); já Flamengo, Internacional e Fluminense estão do outro (e, na minha opinião, daí sai um dos finalistas da Libertadores-21).

Se não há nenhum confronto que cause "suspiros" nas oitavas, a verdade é que os caminhos dessa edição são muito interessantes,,,

Talvez Boca (Galo) x River, Palmeiras x Sã Paulo e Flamengo x Inter já nas quartas...

Semifinais com Fla x Flu de um lado? E Galo e Palmeiras do outro?

Final 100% Brasileira de novo? Os caminhos estão abertos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL