PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: Presidente da CBF deve explicações a mim, aos clubes, à Globo

Rogério Caboclo, presidente da CBF - Reprodução
Rogério Caboclo, presidente da CBF Imagem: Reprodução
Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

23/03/2021 15h32

Rogério Caboclo deve explicações.

O furo de reportagem de Venê Casagrande divulgado hoje em "O Dia", um trecho da reunião entre o presidente da CBF e de clubes das Séries A e B, é revelador - apesar de não ser surpreendente. Recomendo fortemente que, caso não tenha assistido, faça-o já.

Caboclo, avesso a entrevistas e aos microfones da imprensa, demonstrou sua inabilidade para o diálogo, distribuiu grosseiras e deselegâncias, foi autoritário e acusou a Rede Globo de forçar a manutenção do calendário de jogos.

Falou da saúde? Não.

Falou dos protocolos? Não.

Dos recentes surtos nos CTs dos clubes? Não.

Alguma coisa sobre ajuda que a CBF pensa em dar? Mudanças? Planos B, C ou D? Não.

O vídeo vazado mostra um dirigente aparentemente "irritado" - a ponto de perder o equilíbrio cordial esperado em uma reunião de trabalho.

Qual irritação?

Quem da Rede Globo avisou que não quer que pare com os campeonatos?

Por que o presidente ignorou o presidente do Palmeiras?

Depois de terminar a reunião bruscamente para resolver assuntos particulares, teria o presidente da CBF se desculpado? Ouvido os presidentes dos clubes com o devido respeito e educação?

Estamos todos f..., mesmo.

PS: Os clubes também podem crescer um pouquinho. Qual dos presentes no encontro regado a, digamos, irritação do presidente da CBF, vai se manifestar???

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL