PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Marília Ruiz: Reeleita, Leila se consolida como principal nome do Palmeiras

Leila Pereira, conselheira do Palmeiras - Cesar Greco
Leila Pereira, conselheira do Palmeiras Imagem: Cesar Greco
Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

27/02/2021 18h29

A eleição para o Conselho Deliberativo neste sábado deixou clara a importância de Leila Pereira na política do Palmeiras, que amanhã começa decidir o título da Copa do Brasil contra o Grêmio. Com 387 votos, cerca de 10,5% dos votos, ela se reelegeu conselheira do clube e se colocou como principal nome da situação para a eleição presidencial prevista para novembro. Leila, que já era a conselheira mais votada da história do clube, bateu o próprio recorde, que era de 248 votos na eleição de 2019.

Ao Blog, ela comentou o feito:

"Estou extremamente feliz, foi um trabalho muito grande para chegar aqui. Esse é um reconhecimento dos seis anos de parceria das nossas empresas com o Palmeiras. O sócio se identifica comigo, ele vê meu empenho para que o clube seja cada vez maior. Eu estou sempre com a torcida. Sou mais uma vez a conselheira mais votada! Uma mulher no meio do futebol! O que mostra que não há distinção de sexo: se você é obstinada, terá sucesso", afirmou a provável próxima presidente do Palmeiras.

Será esse seu próximo passo.

"Próximo passo? Claro que tem... Mas me deixe comemorar essa eleição importante hoje. Isso é só um degrau. Um degrau muito maior vem aí... Depois falamos sobre isso", finalizou.

O marido de Leila, José Roberto Lamacchia, também foi reeleito (51 votos).