PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: Aberrações do VAR e nosso lamentável consentimento coletivo

Max Peixoto/Estadão Conteúdo
Imagem: Max Peixoto/Estadão Conteúdo
Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

20/02/2021 19h52

Somos o país da jabuticaba. Das jabuticabas legislativas. Das jabuticabas futebolísticas.

Normalizamos as aberrações, e segue o jogo.

O VAR pode sim ser mais transparente. Mas aqui engolimos o argumento de que a "Fifa não deixa". É nosso Papai Noel.

Estamos super acostumados a ver as imagens e as explicações do VAR da Conmebol. Vejam só, a Conmebol, essa instituição transparente, democrática e pouco criticada OFERECE mais explicações. Nós vemos isso acontecer nas rodadas dos jogos organizados por ela. Nós assistimos ao esporte jogado por árbitros que usam ao VAR para SANAR problemas graves. Nós assistimos outros campeonatos, outros torneios, outras arbitragens...

Mas aqui ficamos anestesiados e repetimos idiotas que não se deve/pode duvidar da tecnologia... Aqui aceitamos essa joça intrometida, sem critério claros e, principalmente, homogêneos, que fica descalibrada sem avisos nem prévios nem póstumos.

Por quê? Ah, porque é assim, a Fifa não deixa, e a comissão de arbitragem da CBF prefere.

Bom, eu não prefiro.

Vou exercer meu direito de repetir quantas vezes foram necessárias que nós conseguimos descalibrar a lógica de que não se briga com as imagens. Aqui não só brigamos como distorcemos; aqui procuramos o que queremos achar em câmara lenta e... achamos; aqui usamos um recurso que seria para corrigir para errar redondamente.

Não é possível aceitar uma apresentação virtual em PPT que "prova" ter sido o uso do VAR maravilhoso em 220% dos casos.

Não é.

Exerça o seu direito de saber sempre qual das 17 regras do futebol os gênios do VAR estão usando para mudar o que acontece em campo.

Nunca a Fifa disse que não pode. É só a CBF que prefere.

Podemos ter um final de Brasileiro com interferência do STJD por causa dos mistérios do VAR. Não é pouco problema. Cadê os envolvidos?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL