PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz: Primeira entrevista exclusiva do novo presidente do Santos

Orlando Rollo - Marcello De Vico/UOL
Orlando Rollo Imagem: Marcello De Vico/UOL
Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

29/09/2020 12h59

Há horas no cargo de presidente do Santos, Orlando Rollo atendeu ao pedido de entrevista desta colunista.

Por telefone, em conversa de pouco mais de 10 minutos, o dirigente contou que sua prioridade será reverter a punição da Fifa que impede o clube de inscrever novos jogadores.

"Conversei já de madrugada com o Hamburgo. Eles ficaram surpresos de receber uma ligação do Santos. Tenho bastante esperança de resolver logo essa questão", disse Rollo, que que estava afastado do clube havia quase 1 ano e meio por punição administrativa de seu antecessor (José Carlos Peres, afastado ontem pelo Conselho Deliberativo).

Segue a íntegra da entrevista:

****

Como está sendo suas primeiras horas como presidente? Já usou a caneta?

Por enquanto sem canetada. Primeiro quero entender todo o contexto administrativo. Não havia transparência nenhuma. Mas é importante dizer que não vou demitir ninguém do futebol.

Não vai demitir, mas vai contratar. Quem será o novo diretor de futebol?

O novo Superintendente de Esportes será o professor Felipe Ximenez (ex-Goiás).

O senhor já formou o novo Comitê Gestor? Quem serão os 7 membros?

Além de mim, até o final da tarde vou anunciar os novos nomes. Dois estão decididos: os conselheiros Luiz Fernando Cardoso e Mario Badures.

Eles têm intenções de se candidatar?

Não. Nem eu. Essa será uma administração de transição apolítica. Vamos chamar gente de todas as chapas ter acesso às informações financeiras do clube. Será formado um comitê de transição para acompanhar o que faremos.

Haverá demissões no departamento administrativo? Cargos de confiança serão substituídos?

Não vou demitir ninguém antes de avaliar o desempenho. Ainda não tem organograma nenhum pronto, pretendo terminar isso hoje. E será contratado um novo diretor administrativo. Uma contratação de mercado! Não uma nomeação política.

Referente às dívidas e às consequentes punições impostas ao Santos, qual o seu plano?

Essa é a minha prioridade. Passei a madrugada conversando com os alemães. Estou quase fluente... A prioridade é um acerto com o Hamburgo para desbloqueio da punição. Elegemos um interlocutor para avançar nas negociações. Tenho muita esperança que conseguiremos. O Hamburgo ficou surpreso de o Santos entrar em contato. Disseram que estavam sendo ignorados.

Você conversou com elenco e com o Cuca?

Isso é muito importante que todos saibam. Fui um dos responsáveis pela vinda do Cuca em 2018. Gosto muito dele. Conversamos e está tudo certo. Ele tem feito um grande trabalho e tem todo nosso apoio.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.