PUBLICIDADE
Topo

Mensagem racista em jogo da Premier League será investigada pela polícia

Avião com faixa "White Lives Matter" sobrevoou o Etihad Stadium antes de jogo entre Manchester City e Burnley - Shaun Botterill/Getty Images
Avião com faixa "White Lives Matter" sobrevoou o Etihad Stadium antes de jogo entre Manchester City e Burnley Imagem: Shaun Botterill/Getty Images
Lei em Campo

Andrei Kampff é jornalista formado pela PUC-RS e advogado pela UFRGS-RS. Pós graduando em Direito Esportivo e conselheiro do Instituto Ibero Americano de Direito Desportivo e criador do portal Lei em Campo. Trabalha com esporte há 25 anos, tendo participado dos principais eventos esportivos do mundo e viajado por 32 países atrás de histórias espetaculares. É autor do livro ?#Prass38?.

23/06/2020 18h10

A polícia de Lancashire anunciou nesta terça-feira (23), que abrirá uma ampla investigação sobre a exibição da faixa com teor racista que sobrevoou o Etihad Stadium durante a partida entre Manchester City e Burnley, válida pela 30ª rodada da Premier League.

O avião com a faixa "White Lives Matter Burnley" (Vidas brancas importam, Burnley) apareceu pouco depois que todos os jogadores da partida se ajoelharam no gramado para prestar homenagem ao movimento "Black Lives Matter" que luta contra o racismo e a violência policial após a repercussão do caso George Floyd.

Além da investigação policial, o Burnley também se manifestou, emitiu uma nota oficial, afirmando que os dizeres da faixa "são incompatíveis" com seus ideais e que ajudará na investigação para identificação dos responsáveis:

"Isso não condiz, de forma alguma, com o que o Burnley Football Club representa e trabalharemos em conjunto com as autoridades para identificar os responsáveis e emitir proibições vitalícias. Pedimos desculpas sem reservas à Premier League, ao Manchester City e a todos aqueles que ajudam a promover o 'Black Lives Matter'. Queremos deixar claro que os responsáveis não são bem-vindos em Turf Moor", disse a equipe, em um comunicado oficial."

Vale lembrar que Burnley é uma antiga cidade industrial e de mineração do norte da Inglaterra e, em Julho de 2001, foi palco de conflitos raciais. A cidade foi responsável por uma grande quantidade de votos para o partido de extrema-direita British National nos anos 2000.

A expressão que sobrevoou o estádio é utilizada por grupos de extrema-direita que são contrários ao movimento "Black Lives Matter".

Em unanimidade, desde o retorno da Premier League, os jogadores dos vinte clubes da primeira divisão ajoelham-se como forma de homenagem a George Floyd e o combate ao racismo, além dos clubes terem substituído o nome dos jogadores pela mensagem "Black Lives Matter" nas costas de seus uniformes.

Por Gabriel Coccetrone

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo