PUBLICIDADE
Topo

Lei em Campo, por Andrei Kampff


Uefa cria grupo de trabalho para lidar com adiamento de jogos pelo covid-19

Lei em Campo

Andrei Kampff é jornalista formado pela PUC-RS e advogado pela UFRGS-RS. Pós graduando em Direito Esportivo e conselheiro do Instituto Ibero Americano de Direito Desportivo e criador do portal Lei em Campo. Trabalha com esporte há 25 anos, tendo participado dos principais eventos esportivos do mundo e viajado por 32 países atrás de histórias espetaculares. É autor do livro ?#Prass38?.

03/03/2020 11h08

A rápida disseminação do coronavírus está cada vez mais afetando todos os aspectos da vida das pessoas em muitas partes do mundo. E o esporte, parte essencial da humanidade, não fica de fora. Preocupada com a maneira com que o vírus tem afetado o esporte, a Uefa aproveitou seu congresso anual, que aconteceu em Amsterdã, nos Países Baixos, nesta terça-feira (03), e criou um grupo de trabalho com a associação de Ligas Europeias para lidar com os adiamentos de jogos por conta da epidemia.

Segundo o secretário-geral da Uefa, Theodore Theodoridis, o órgão foi criado para "trabalhar em questões de calendário". Durante o congresso, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, evitou alarmismos e disse que o "importante é trabalhar com as autoridades, mas não sem entrar em pânico".

A Uefa disse que as decisões sobre o cancelamento de partidas, incluindo os playoffs para o próximo Euro 2020, devido ao coronavírus, serão tomadas por governos e autoridades de saúde.

Na Itália, onde há o temor de pelo menos 800 casos sejam confirmados, a Liga Italiana cancelou quatro partidas da rodada que seria disputada no último final de semana, incluindo o clássico entre Juventus e Inter de Milão. Os jogos devem acontecer depois do que seria a última rodada do campeonato, em maio.

O presidente da Federação Suíça de Futebol, Dominique Blanc, alertou sobre as sérias consequências para o esporte. "Devido ao coronavírus, estamos em uma situação que pode abalar, para uma parte de nós, o futebol profissional até suas fundações", disse no congresso da Uefa.

A Suíça, que já teve pelo menos duas dúzias de casos confirmados, proibiu na sexta-feira passada eventos que possam atrair mais de mil até 15 de março, em um esforço para combater o coronavírus. A Liga Suíça de Futebol (SFL) vai ficar paralisada até pelo menos 23 de março por causa do surto de coronavírus, depois que os clubes rejeitaram a possibilidade de jogar partidas com portões fechados.

O Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, reiterou que as Olimpíadas de Tóquio neste verão serão um sucesso, apesar do surto de coronavírus.

"Estamos todos saudáveis , disse um sorridente Bach a repórteres ao chegar à sede do COI em Lausanne para uma reunião do conselho executivo da organização. Estamos nos preparando para um sucesso dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020", disse ele.

Os organizadores das Olimpíadas de Tóquio 2020 e o COI enfatizaram repetidamente que os Jogos, que devem começar em 24 de julho, seguirão em frente, conforme planejado. Houve 1 mil infecções confirmadas por coronavírus no Japão, com 12 fatalidades.

Lei em Campo, por Andrei Kampff