PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Clubes também são culpados pelos desfalques causados pela seleção

Jogadores do Palmeiras comemoram a convocação de Danilo para a seleção brasileira  - Reprodução
Jogadores do Palmeiras comemoram a convocação de Danilo para a seleção brasileira Imagem: Reprodução
Conteúdo exclusivo para assinantes
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

11/05/2022 17h28

A moda agora no Brasil é a seguinte: o pessoal pede, ou melhor, exige a convocação de um jogador. Aí o cara é convocado. Ato seguido? Reclamar da CBF por causa dos X jogos que aquele jogador não poderá fazer pelo time. Oras bolas, o que querem, afinal?

Tite, afinal, convocou Danilo para os amistosos da seleção brasileira em junho. E tivemos aquele momento paradoxal incrível: alguns palmeirenses reclamando da convocação de Danilo e da não convocação de Raphael Veiga.

A impressão que dá é que o "pedido" de convocação é muito mais uma espécie de confirmação dos elogios do que algo que se quer ver concretizado. A seleção não gera orgulho no torcedor, ela é apenas uma chancela. E, ao mesmo tempo, um incômodo.

Mas o pessoal se esquece que ser convocado é o sonho de qualquer jogador brasileiro. É o máximo, o êxtase. É muito melhor ter um cara feliz dentro do clube, valorizado e convocado, do que ficar naquela eterna reclamação pela não-lembrança. Vejam Pedro, quanta frustração gerou não ter ido para a Olimpíada, ano passado. No fim, Matheus Cunha e Richarlison, que brilharam nos Jogos, estão com um pé na Copa, enquanto Pedro não parece ter qualquer chance.

Na Europa, reclamam do futebol de seleções. E reclamam porque os jogadores acabam massacrados pelo calendário, se machucam mais, etc. Eles mal sabem o que acontece aqui. E o que acontece aqui é culpa só da CBF? Certeza? É claro que não. Os clubes são parceiros da construção da história e do presente do futebol brasileiro.

Agora, o Palmeiras reclama e diz que pedirá o adiamento de seus jogos. E outros com jogadores convocáveis, como Flamengo e Atlético-MG, também. Mas reclamavam antes?

Os clubes são tão ou mais culpados do que a CBF. Nunca fizeram nada para mudar o calendário bizarro que só existe no Brasil, sempre foram vilões junto com federações - e não vítimas. Agora estão aí tentando criar a Liga para se livrar da CBF. O que querem mesmo é dar um jeito de ganhar mais dinheiro, elitizar ainda mais o futebol brasileiro, estão de olho só em si próprios, não no contexto geral.

Ah, e os mesmos que reclamam de convocações em público, para dar satisfação à torcida, estão comemorando internamente, porque a convocação valoriza o preço do jogador no mercado.

É ano de Copa do Mundo, é ano de seleção. Danilo é um jogador que pode ou não estar nesta Copa, mas certamente estará no próximo ciclo, de 2026. Tite faz muito bem em convocá-lo. E deveria também dar uma chance a Raphael Veiga, uma pena que não tenha a mesma leitura.