PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Cristiano Ronaldo chega a 100 gols. Mas ficará sem Champions?

Cristiano Ronaldo comemora o segundo gol da Juventus na vitória por 3 a 1 sobre o Sassuolo - MARCO BERTORELLO/AFP
Cristiano Ronaldo comemora o segundo gol da Juventus na vitória por 3 a 1 sobre o Sassuolo Imagem: MARCO BERTORELLO/AFP
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

12/05/2021 17h41

Cristiano Ronaldo é uma máquina. Qualquer disposição em contrário pode ser tranquilamente ignorada. A nova marca? 100 gols com a camisa da Juventus.

O português é o primeiro jogador da história a atingir 100 gols em três países diferentes e ainda com sua seleção. Os dados são do MisterChip: 103 gols com Portugal, 118 com o Manchester United, 451 com o Real Madrid e, agora, 100 com a Juventus em menos de três temporadas. É impressionante.

Maaaaaaas....

Com o perdão da brincadeira com o número, Cristiano chegou a 100 gols, mas pode ficar 100 Champions. A rodada não foi exatamente perfeita para a Juve.

Apesar da vitória por 3 a 1 sobre o Sassuolo, com o adversário dominando o primeiro tempo e perdendo pênalti quando o jogo estava 0 a 0, a Juventus ainda vive um drama. A vaga na próxima Liga dos Campeões da Europa está fora das mãos da Velha Senhora.

A rodada teve também vitórias fáceis de Milan (7 a 0 no Torino), Atalanta (2 a 0 no Benevento) e Napoli (5 a 1 sobre a Udinese). Milan e Atalanta têm 75 pontos, o Napoli tem 73 e, a Juve, 72. Quem ficar em quinto lugar no campeonato estará na Europa League, não na Champions.

Faltam apenas duas rodadas e, na última, Atalanta e Milan vão se enfrentar. Mas tem um detalhe: a Juventus não pode acabar empatada com nenhum dos dois rivais, pois leva desvantagem no confronto direto em relação a ambos. Ou seja, se vencerem seus jogos no fim de semana, Atalanta e Milan já estarão na próxima Champions e duelarão entre eles apenas pelo vice-campeonato.

No sábado, a Atalanta enfrenta o Genoa, que já se salvou. No domingo, o Milan pega o Cagliari, que está virtualmente salvo. É plausível imaginar que Atalanta e Milan vençam estes jogos.

Restaria à Juventus tentar passar o Napoli na tabela. Nas últimas rodadas, o Napoli enfrenta Fiorentina e Verona, dois times perigosos, de meio de tabela, mas que tampouco têm motivação para a reta final.

Já a Juventus faz o clássico contra a campeã Inter no sábado e se despede contra o Bologna. No meio da semana que vem, ainda joga contra a Atalanta pela final da Copa da Itália.

A situação da Juventus é muito, muito, muito complicada para voltar ao G4 da Série A. Depois de nove títulos consecutivos e a contratação de Cristiano Ronaldo, nem o mais pessimista torcedor juventino esperava por uma tragédia esportiva como esta.

Cristiano chega a 100 gols, uma marca histórica. Mas não sei se irá muito além disso com esta camisa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL