PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O torcedor do Sporting é o mais feliz da Europa

Cristiano Ronaldo, ainda como jogador do Sporting - Reprodução
Cristiano Ronaldo, ainda como jogador do Sporting Imagem: Reprodução
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

04/05/2021 06h29

A temporada europeia ainda não acabou. O único campeão confirmado é a Inter de Milão, quebrando a hegemonia da Juventus na Itália. Os títulos de Manchester City e Bayern de Munique são questão de tempo. A luta está espetacular na França e na Espanha, e a Liga dos Campeões da Europa terá os finalistas definidos nesta semana.

Tem muita gente contente, muita gente apreensiva, muitos torcedores que, distantes de seus clubes, vendo pela TV jogos em estádios vazios, sofrem, sorriem, esperam pelo gran finale perfeito.

Mas ninguém está tão feliz como o torcedor do Sporting Clube de Portugal, que nos habituamos a chamar aqui no Brasil, sabe-se lá por que, de Sporting de Lisboa.

Amanheci nesta terça-feira com uma mensagem de um amigo de Lisboa. Era apenas um link. A notícia do Sporting campeão da Uefa Champions League de futsal. A vitória foi dramática, 4 a 3 em cima do Barcelona, na cidade de Zadar (Croácia). Antes, na semi, o clube português havia derrotado o Inter espanhol (ex-Interviú, maior campeão da Champions e do mundo).

Mas esta não foi a única grande notícia de ontem. Cristiano Ronaldo estaria decidido a cumprir seu contrato com a Juventus até o meio de 2022 e, então, encerrar a carreira jogando dois anos no Sporting. O bom filho, que já virou nome do CT, à casa tornaria. A notícia foi dada por um jornalista italiano e confirmada pelo jornal "Record" hoje. Quem sabe Cristiano não tente chegar a 1000 gols usando a camisa do Sporting? Vai saber.

Por fim, a melhor das notícias, a mais importante, é a proximidade do título português de futebol, que o Sporting não conquista há 19 anos, desde os tempos de Jardel. O torcedor sportinguista está há duas décadas vendo Benfica e Porto se alternarem no topo. Justamente no ano em que Jorge Jesus voltou ao Benfica, que era tido como grande favorito ao título, parece estar chegando a hora de a fila acabar.

O Sporting tem seis pontos de vantagem para o Porto, com quatro rodadas a serem disputadas. Nesta quarta, o Sporting enfrenta o Rio Ave, enquanto o Porto faz o clássico contra o Benfica na quinta-feira. Ou seja, na melhor da hipóteses, a distância pode chegar a nove pontos, com nove por jogar. Mas, na pior das hipóteses, a diferença por cair a três pontos e o Sporting também tem pela frente, na penúltima rodada, um clássico contra o time de Jesus.

Um detalhe: o Sporting está invicto na temporada. Somente três times foram campeões invictos em Portugal - o Benfica, em 73, e o Porto, em 2011 e 2013, mas em todas estas ocasiões o campeonato era disputado por 16 times, não por 18, como é hoje.

O torcedor do Sporting esfrega os olhos a cada dia quando acorda. Parece estar vivendo um sonho. Cristiano Ronaldo, futsal, Primeira Liga. Falta a última. Falta pouco.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL