PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mesmo em queda, Corinthians foi o grande clube da década no Brasil

Cássio, maior campeão da história do Corinthians, ergue taça do Paulista - Marcello Zambrana/AGIF
Cássio, maior campeão da história do Corinthians, ergue taça do Paulista Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

13/03/2021 12h58

Quem foi o maior campeão da década que se encerrou com a temporada 2020? Passou pela minha frente uma imagem com Flamengo, Corinthians e Palmeiras na ponta, com 6 títulos.

Com todo respeito, não há como não considerar o Corinthians o grande vencedor da década de 10 (2011-2020). Não há empate. Há, sim, uma curva. A do Corinthians aponta para baixo, as de dois grandes rivais, para cima.

O Corinthians conquistou Libertadores e Mundial em 2012 (o único campeão não-europeu nos últimos 14 torneios) e ganhou três Campeonatos Brasileiros espalhados pela década (2011, 2015 e 2017) - ninguém conquistou mais vezes o principal título nacional no período. De quebra, ainda dominou também localmente o futebol paulista, que é o Estadual mais forte do país. O Corinthians ganhou quatro títulos, os mesmos que o Santos. O clube da Vila também ganhou uma Libertadores na década, mas não teve conquistas nacionais.

A única coisa que passou em branco para o Corinthians foi a Copa do Brasil. O clube chegou a uma final na década, perdendo para o Cruzeiro em 2018. Por outro lado, o Corinthians aproveitou a oportunidade dada pelo título da Libertadores para jogar e ganhar a Recopa Sul-Americana, em 2013 (em cima do São Paulo).

A noção (equivocada) de que Flamengo e Palmeiras tiveram uma década tão vitoriosa quanto a do Corinthians talvez se dê porque, nos últimos três anos, os dois assumiram definitivamente o comando esportivo (e não só econômico) do futebol brasileiro, se dividindo entre títulos nacionais e internacionais. Enquanto isso, o Corinthians fez três Brasileirões pífios (13o, 8o e 12o) e ainda passou pelo vexame de uma eliminação na pré-Libertadores.

O Flamengo também ganhou uma Libertadores (2019), mas não ganhou o Mundial. Conquistou dois Brasileiros (19 e 20), um a menos que o Corinthians. Assim como o clube paulista, perdeu uma final de Copa do Brasil para o Cruzeiro, em 17, mas conquistou uma vez o torneio na década ao sagrar-se campeão em 2013. Também seguiu o título da Libertadores com uma Recopa, em 2020. E ganhou a repaginada Supercopa do Brasil no ano passado, troféu que o Corinthians não teve a chance de jogar quando ganhou o título brasileiro três vezes. Na esfera estadual, o Flamengo dominou e ganhou metade dos Cariocas da década (cinco).

O Palmeiras foi outro que cresceu ao longo da década e teve grandes resultados no fim dela. Assim como o Flamengo, ganhou uma Libertadores (2020), mas sem Mundial. Também conquistou dois Brasileiros (16 e 18). O Palmeiras ganhou mais Copas do Brasil, foram três (12, 15 e 20) - porém há de se ressaltar que uma delas, a de 2012, ainda era disputada sem os times que jogavam a Libertadores, ou seja, oas mais fortes.

Neste mesmo ano de 2012, o Palmeiras foi rebaixado para a Série B do Brasileiro, uma humilhação pela qual flamenguistas nunca passaram e corintianos só uma vez, mas na década anterior. Na esfera Estadual, o Palmeiras só ganhou um Paulistão, o de 2020, quebrando jejum de 12 anos.

É verdade que o Palmeiras ganhou mais títulos grandes que o Flamengo (duas Copas do Brasil), mas o rebaixamento e a diferença entre eles nos títulos "menores" deixa o clube carioca à frente no ranking da década.

Não podemos nos esquecer do Cruzeiro, que conquistou dois Brasileiros (13 e 14) e duas Copas do Brasil (17 e 18) na década, além de quatro Mineiros (menos que o Atlético, que ganhou cinco). A década do Cruzeiro acabou sendo manchada pelo rebaixamento em 2019.

O Galo teve uma década para ser lembrada também, com uma Libertadores (2013), uma Copa do Brasil (2014) e a Recopa (2014), mesmas conquistas do Grêmio (Libertadores em 2017, Recopa em 18, Copa do Brasil em 2016). Na esfera estadual, o Grêmio ganhou três Gaúchos, mas o Inter ganhou seis.

Há de se destacar também que o Athlético-PR furou o domínio de paulistas, cariocas, mineiros e gaúchos ganhando uma Copa do Brasil (2019), uma Sul-Americana (2018) e a Copa Suruga (19). Outros campeões da Sul-Americana foram o São Paulo (único título tricolor) e a Chapecoense, após a tragédia de 2016 - mas ambos perderam a Suruga para o campeão japonês.

O Athlético ganhou quatro Paranaenses, os mesmos do Coritiba, mas o Furacão optou desde 2013 por disputar o Estadual sem força máxima. A Chapecoense foi a maior campeã catarinense da década, com quatro títulos. Ambos, portanto, dominaram o cenário regional.

Na lista abaixo, levo em conta somente clubes que ou conquistaram títulos nacionais ou internacionais ou se classificaram para a Libertadores. São 14 no total. Ao final do ranking, relembro os clubes que participaram da Série A nacional ao longo da década e que tiveram conquistas em âmbito estadual, regional ou das divisões menores.

Abaixo, o RANKING DA DÉCADA no futebol brasileiro.

#1 Corinthians
1 - Mundial (2012)
1 - Copa Libertadores (2012)
3 - Campeonatos Brasileiros (2011, 2015 e 2017)
1 - Recopa Sul-Americana (2013)
4 - Paulistas (2013, 2017, 2018 e 2019)
** classificações para Libertadores: 6

#2 Flamengo
1 - Copa Libertadores (2019)
2 - Campeonatos Brasileiros (2019 e 2020)
1 - Copa do Brasil (2013)
1 - Recopa Sul-Americana (2020)
1 - Supercopa do Brasil (2020)
5 - Cariocas (2011, 2014, 2017, 2019 e 2020)

** classificações para Libertadores: 7

#3 Palmeiras
1 - Copa Libertadores (2020)
2 - Campeonatos Brasileiros (2016 e 2018)
3 - Copas do Brasil (2012, 2015 e 2020)
1 - Paulista (2020)
1 - Série B (2013)

* 1 - rebaixamento (2012)
** classificações para Libertadores: 7

#4 Atlético-MG
1 - Copa Libertadores (2013)
1 - Copa do Brasil (2014)
1 - Recopa Sul-Americana (2014)
5 - Mineiros (2012, 2013, 2015, 2017 e 2020)

** classificações para Libertadores: 7

#5 Grêmio
1 - Copa Libertadores (2017)
1 - Copa do Brasil (2016)
1 - Recopa Sul-Americana (2018)
3 - Gaúchos (2018, 2019 e 2020)

** classificações para Libertadores: 8

#6 Santos
1 - Copa Libertadores (2011)
1 - Recopa Sul-Americana (2012)
4 - Paulistas (2011, 2012, 2015 e 2016)
1 - Vice Libertadores (2020)

** classificações para Libertadores: 5

#7 Cruzeiro
2 - Campeonatos Brasileiros (2013 e 2014)
2 - Copas do Brasil (2017 e 2018)
4 - Mineiros (2011, 2014, 2018 e 2019)
* 1 - rebaixamento (2019)
** classificações para Libertadores: 4

#8 Athletico-PR
1 - Sul-Americana (2018)
1 - Copa do Brasil (2019)
1 - Copa Suruga (2019)
4 - Paranaenses (2016, 2018, 2019 e 2020)

* 1 - rebaixamento (2011)
** classificações para Libertadores: 4

#9 Fluminense
1 - Campeonato Brasileiro (2012)
1 - Carioca (2012)
** classificações para Libertadores: 3

#10 Internacional
1 - Recopa Sul-Americana (2011)
6 - Gaúchos (2011, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016)
* 1 - rebaixamento (2016)
** classificações para Libertadores: 5

#11 Chapecoense
1 - Copa Sul-Americana (2016)
4 - Catarinenses (2011, 2016, 2017 e 2020)
1 - Série B (2020)

* 1 - rebaixamento (2019)
** classificações para Libertadores: 2

#12 São Paulo
1 - Sul-Americana (2012)
** classificações para Libertadores: 6

#13 Vasco
1 - Copa do Brasil (2011)
2 - Cariocas (2015 e 2016)
* 3 - rebaixamentos (2013, 2015 e 2020)
** classificações para Libertadores: 2

#14 Botafogo
2 - Cariocas (2013 e 2018)
1 - Série B (2015)

* 2 - rebaixamentos (2014 e 2020)
** classificações para Libertadores: 2

Menções regionais (ordem definida por presenças na Série A):

Bahia
1 - Copa do Nordeste (2017)
6 - Baianos (2012, 2014, 2015 e 2018 e 2020)

*anos na Série A - 8

Coritiba
4 - Paranaenses (2011, 2012, 2013 e 2017)
*anos na Série A - 8

Sport
1 - Copa do Nordeste (2014)
3 - Pernambucanos (2014, 2017 e 2019)

*anos na Série A - 7

Goiás
6 - Goianos (2012, 2013 e 2015 a 2018)
1 - Série B (2012)

*anos na Série A - 5

Figueirense
3 - Catarinenses (2014, 2015 e 2018)
*anos na Série A - 5

Vitória
3 - Baianos (2013, 2016 e 2017)
*anos na Série A - 5

Ponte Preta
1 - Vice Sul-Americana (2013)
*anos na Série A - 5

Ceará
2 - Copas do Nordeste (2015 e 2020)
6 - Cearenses (2011 a 2014, 2017 e 2018)

*anos na Série A - 4

Atlético-GO
4 - Goianos (2011, 2014, 2019 e 2020)
1 - Série B (2016)

*anos na Série A - 4

Avaí
2 - Catarinenses (2012 e 2019)
*anos na Série A - 4

América-MG
1 - Mineiro (2016)
1 - Série B (2017)

*anos na Série A - 3

Fortaleza
1 - Copa do Nordeste (2019)
4 - Cearenses (2015, 2016, 2019 e 2020)
1 - Série B (2018)

*anos na Série A - 2

Portuguesa
1 - Série B (2011)
*anos na Série A - 2

Náutico
1 - Pernambucano (2018)
1 - Série C (2019)
*anos na Série A - 2

Criciúma
1 - Catarinense (2013)
*anos na Série A - 2

Santa Cruz
1 - Copa do Nordeste (2016)
5 - Pernambucanos (2011, 2012, 2013, 2015 e 2016)
1 - Série C (2013)

*anos na Série A - 1

Joinville
1 - Série B (2014)
1 - Série C (2011)

*anos na Série A - 1

Bragantino
1 - Série B (2019)
*anos na Série A - 1

CSA
2 Alagoanos (2018 e 2019)
1 - Série C (2017)

*anos na Série A - 1

Paraná
*anos na Série A - 1

Sampaio Corrêa
1 - Copa do Nordeste (2018)
5 - Maranhenses (2011, 2012, 2014, 2017 e 2020)
1 - Série D (2012)

*anos na Série A - 0

Operário-PR
1 - Paranaense (2015)
1 - Série C (2018)
1 - Série D (2017)

*anos na Série A - 0

Cuiabá
2 - Copas Verde (2015 e 2019)
7 - Mato-Grossenses (2011, 2013 a 2015 e 2017 a 2019)

*anos na Série A - 0

Campinense
1 - Copa do Nordeste (2013)
3 - Paraibanos (2012, 2015 e 2016)
*anos na Série A - 0

Botafogo-PB
5 - Paraibanos (2013, 2014 e 2017 a 2019)
1 - Série D (2013)

*anos na Série A - 0

Outros campeões nacionais:

Série C: Oeste (2012), Macaé (2014), Vila Nova-GO (2015 e 2020) e Boa Esporte (2016)

Série D: Tupi (2011), Tombense (2014), Botafogo-SP (2015), Volta Redonda (2016), Ferroviário-CE (2018), Brusque (2019) e Mirassol (2020)

*****

CLIQUE ABAIXO PARA VER O RANKING DE CADA DÉCADA DO FUTEBOL BRASILEIRO:

DÉCADA DE 40
'Expresso da Vitória' do Vasco e São Paulo de Leônidas marcaram época

DÉCADA DE 50
Grandes pulverizam títulos e futebol do Brasil começa a ganhar o mundo

DÉCADA DE 60
Santos foi o maior quando éramos os maiores

DÉCADA DE 70
Inter domina início da "era nacional" do futebol

DÉCADA DE 80
Flamengo rompe fronteiras e ganha o mundo

DÉCADA DE 90
São Paulo supera concorrência em década 'paulista'

DÉCADA DE 00 (ANOS 2000)
Inter brilha na Libertadores e supera o São Paulo, tri brasileiro

DÉCADA DE 10
Corinthians campeão do mundo; brasileiros dominam Libertadores

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL