PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O Palmeiras mais campeão pode ser comparado aos melhores Palmeiras?

Jogadores do Palmeiras comemorando o título da Copa do Brasil 2020 - Lucas Figueiredo/CBF
Jogadores do Palmeiras comemorando o título da Copa do Brasil 2020 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

08/03/2021 13h10

O Palmeiras 2020 é o mais campeão da história. É o primeiro Palmeiras a ganhar três títulos importantes na temporada, sendo um deles, a Libertadores, o mais cobiçado do país no momento. Os outros foram a Copa do Brasil, conquistada facilmente sobre o Grêmio, e o Paulistão, que já não tem o prestígio de outrora, mas é um título.

Como o atual time se encaixa na história do clube?

Creio que precisaremos de tempo e mais contexto para chegar a essa resposta. Diferente das duas Academias e do Palmeiras-Parmalat dos anos 90, desta vez o clube montou um projeto com protagonismo da base. A garotada subiu, chegou chegando e foi fundamental. Como sempre, a mescla entre juventude e experiência foi vencedora.

Que nível atingirão esses meninos? Gabriel Veron, Gabriel Menino, Patrick de Paula, Danilo, Wesley... São os novos Gabriel Jesus? Farão parte de outras conquistas do Palmeiras? Serão protagonistas? Jogarão na seleção brasileira? Irão vestir camisas importantes da Europa? Serão grandes ou não na Europa?

Tudo isso, só saberemos com o tempo. E aí, quando olharmos para 2020, pode ser que a gente conclua que essa era uma equipe realmente inesquecível. Ou então terá sido um ano especial, mas com jogadores que não serão lembrados.

A primeira Academia, dos anos 60, foi capaz de desafiar o Santos de Pelé. Era, possivelmente, um dos três ou quatro melhores times do mundo, já que o melhor futebol do mundo era jogado aqui no Brasil. A segunda Academia, dos anos 70, ganhou mais dois títulos de Brasileiro, e ainda certamente figurava entre os melhores times do planeta - ainda que já tivéssemos Ajax e Bayern despontando na Europa.

Vem a seca e, nos anos 90, a Parmalat. Os times de Luxemburgo, na primeira metade da década, figuram entre os melhores do mundo. Basta ver que o São Paulo, rival local e nacional daquele Palmeiras, ganha dois Mundiais contra duas forças europeias e jogando a bola que jogou. A seleção foi tetra em 94 com um time baseado no futebol brasileiro e com vários elementos daquele Palmeiras.

Os times da segunda metade da década, os de Felipão, já não tinha o mesmo encanto nem o DNA palmeirense. Mas, a seu jeito, ganharam. Foi o Palmeiras copeiro, que conquistou a Libertadores pela primeira vez e também cedeu vários jogadores para o primeiro nível europeu.

Mas ali já estava a transição. Foram nossos últimos suspiros de futebol brasileiro com nível mundial. Nas últimas duas décadas, o abismo se abriu e, hoje, não há condições de rivalizar com o jogo que é jogado na Europa. Nem na técnica mais nós estamos igualando.

Se olharmos para o futebol pós-Guerras, tivemos duas décadas em que dominávamos amplamente e praticamente reinventamos o jogo. Depois foram três décadas de muito equilíbrio. E agora são duas décadas de total domínio europeu, sem previsão de término.

E é neste contexto que está o Palmeiras-2020. Não é um dos 5 nem 10 nem 20 nem 30 melhores times do mundo - se tiver qualquer dúvida, basta dar uma olhadinha para o Mundial de um mês atrás. Mas, na realidade brasileira, dominou uma temporada como nenhum outro Palmeiras dominou.

Precisamos esperar algum tempinho para ver que sequência será dada e o que será desses jovens jogadores do Palmeiras. Aí sim, teremos uma base melhor para comparar o Palmeiras mais ganhador da história com os melhores Palmeiras da história.

PS: Sei que o Palmeiras já fez uma "tríplice coroa" em 51, 72 e 93, como mostra esta matéria da Folha. Porém, em todos estes anos pelo menos um dos títulos foi de uma competição de pouca relevância mesmo na época, ao contrário do que ocorreu em 2020.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL