PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Com estádios vazios, mandantes não mandam em nada na Liga dos Campeões

Atalanta e Real Madrid se enfrentam pela Liga dos Campeões - Emmanuele Ciancaglini/Quality Sport Images/Getty Images
Atalanta e Real Madrid se enfrentam pela Liga dos Campeões Imagem: Emmanuele Ciancaglini/Quality Sport Images/Getty Images
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

24/02/2021 18h56

Com estádios vazios por causa da pandemia e alguns jogos em campo neutro, a rodada de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa constatou o óbvio. Quem manda, não manda.

Dos oito mandantes, sete perderam. Apenas o Porto venceu, ao fazer 2 a 1 sobre a Juventus. As vitórias dos visitantes nos levam a crer que estes confrontos estão todos "definidos".

Mas é melhor ter cuidado. Afinal, o mandante de hoje é o visitante de amanhã. E, assim como na ida jogar "em casa" não serviu para nada, jogar fora não é algo tão assustador quanto seria com torcida nas arquibancadas.

Neste meio de semana, Manchester City e Bayern de Munique venceram bem, respectivamente, Borussia Moenchengladbach (2 a 0) e Lazio (4 a 1). São os favoritos ao título e devem liquidar a fatura em casa.

Mas a vitória do Chelsea sobre o Atlético de Madrid por 1 a 0, ontem, não é definitiva. E a do Real Madrid sobre a Atalanta hoje, na Itália, também por 1 a 0, tampouco é definitiva. Aguardemos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL