PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Fraqueza dos paulistas faz Flamengo x Inter ser mais 'final' ainda

Rony comemora com os jogadores do Palmeiras o gol contra o São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Rony comemora com os jogadores do Palmeiras o gol contra o São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

20/02/2021 03h19

Depois do Corinthians, o São Paulo. Nenhum dos dois conseguiu vencer os clássicos paulistas desta semana e praticamente jogaram fora as chances que ainda tinham de conseguir algo importante no Brasileirão.

No caso do Corinthians, o algo importante seria conseguir a vaga na Libertadores. Com a derrota no confronto direto contra o Santos, a situação ficou muito difícil. São quatro pontos a menos que o Santos com apenas seis em jogo, e entre eles ainda tem o Athlético-PR (com duas partidas contra equipes desinteressadas - Grêmio e Sport, que deve chegar salvo à última rodada).

No caso do São Paulo, ainda havia a chance de título, que se esvaiu com o gol sofrido nos acréscimos no clássico contra o Palmeiras, ontem. O São Paulo entra para a história como o clube que desperdiçou a maior liderança da história dos pontos corridos.

O cenário faz com que o duelo entre Flamengo e Inter, domingo, no Maracanã, tenha mais cara de final ainda. Se o Inter ganhar, será campeão. Mas qualquer outro resultado leva a disputa para a última rodada.

E é na última rodada que o Inter recebe o Corinthians e o Flamengo vai ao Morumbi enfrentar o São Paulo. São duas rivalidades regionais. Inter e Corinthians trocam farpas desde 2005 e são torcidas que não se gostam mutuamente. Já o Flamengo está engasgado com o São Paulo pela freguesia recente e a eliminação na Copa do Brasil (seguida de um 4 a 1 para o São Paulo no jogo do turno).

Só que apenas rivalidade não ganha jogo. Motivação é um troço muito importante no futebol, e as possibilidades maiores apontam para uma última rodada com Corinthians e São Paulo sem nada para jogar. O mais provável é que o primeiro chegue sem chances de Libertadores e o segundo chegue já garantido matematicamente no G4 (e na fase de grupos da Libertadores).

Além da motivação e da matemática, tem o mau futebol. O Corinthians havia crescido ao longo do segundo turno, mas perdeu cinco dos últimos sete jogos e está sem rumo. Já o São Paulo ganhou apenas uma das nove partidas que fez em 2021, trocou de técnico, vendeu Brenner e está muito mais de olho no início do novo trabalho, que será comandado por Crespo, do que em atrapalhar a vida do Flamengo.

Seria ótimo para o Flamengo que o Corinthians chegasse vivo na última rodada, sonhando com Libertadores. Seria ótimo para o Inter que o São Paulo chegasse ainda com chances de título. Não aconteceu. Neste cenário, é difícil imaginar que os dois paulistas possam evitar derrotas na quinta que vem, contra times que jogam pelo título. Ou seja, quem sair do Maracanã na frente da tabela tem mais motivos ainda para acreditar em título após os clássicos da semana.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL