PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

Corinthians trilha bom caminho, mas Palmeiras está em outro patamar

Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

18/01/2021 20h53

Eu ouvi gente seriamente debatendo, na semana passada, se o Corinthians era o melhor time do momento no Campeonato Brasileiro. Vejamos. Sequência por sequência, a do Inter era melhor, não era não? Limpei os ouvidos. Estávamos mesmo falando do nono colocado no campeonato?

O Corinthians foi vítima do imediatismo. Aqui no Brasil, o melhor é o que ganhou melhor por último. Ganhou, está bem. Perdeu, está mal. Diniz é uma besta, mas três semanas depois é um gênio, para virar uma besta de novo. Não dá para tirar conclusões por causa de quatro, cinco, seis resultados. Mas talvez os corintianos tenham achado algo que não deveriam achar.

É óbvio que o Corinthians melhorou com Mancini e com tempo de treino. Os resultados mostram isso, o futebol também. Mas melhor do campeonato?

Bem, o banho de realidade veio na goleada sofrida para o Palmeiras, 4 a 0 no Allianz. E poderia ter sido mais. O Palmeiras, finalista da Libertadores, da Copa do Brasil e com chances de brigar pelo Brasileiro, é muito, mas muito, mas muito mais time que o Corinthians.

E os que estão lá na frente na tabela, disputando o título, também são. Podem jogar algumas partidas piores, até porque a pressão de disputar o título é muito diferente de uma reconstrução tranquila lá no meio da tabela. A maneira de encarar jogos é totalmente distinta, a tensão é outra.

O Corinthians vai bom um bom caminho, tentando montar um time competitivo para, talvez, chegar a uma Libertadores e para fazer um Brasileirão 2021, que logo logo vai começar, mais interessante. Mas ainda falta muito.

Depois de anos e anos dando um sono desgraçado para quem o assistia (exceto, claro, os próprios torcedores), o Corinthians pelo menos virou um time mais interessante de se ver. Ganha de 5, leva de 4, joga bola. Hoje, foi atropelado. Caiu na real. Mas mudar tudo por causa de uma goleada no dérbi não parece ser o caso. Que o Corinthians não caia (de novo) na armadilha do imediatismo.