PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Julio Gomes


Explosão de Matheus Cunha continua na Alemanha

Brasileiro Matheus Cunha comemora gol na vitória do Hertha Berlin sobre o Union Berlin - Stuart Franklin/Getty Images
Brasileiro Matheus Cunha comemora gol na vitória do Hertha Berlin sobre o Union Berlin Imagem: Stuart Franklin/Getty Images
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

22/05/2020 17h34

Matheus Cunha, titular da seleção brasileira no Pré-Olímpico, em janeiro, trocou o RB Leipzig pelo Hertha Berlin para ter minutos e espaço. Por enquanto, a mudança provou-se perfeita para o ex-atacante do Coritiba e ele já vai se mostrando uma revelação e tanto nessa esquisita temporada.

Sem pandemia, talvez tivéssemos apenas números. Mas o fato é que estamos vendo Matheus Cunha, e o que vemos é bastante interessante.

No Leipzig, ele havia jogado só uma partida na temporada como titular, enquanto no Hertha a situação é outra. Nesta sexta, na abertura da rodada da Bundesliga, a segunda desde a retomada do futebol em meio à pandemia do coronavírus, Cunha voltou a marcar. Fez o terceiro nos 4 a 0 do Hertha sobre o Union Berlin.

Matheus Cunha estreou em fevereiro com a camisa do time. Foi titular nos seis jogos. Nos dois primeiros, passou em branco. Desde então, são quatro jogos e quatro gols. O time, com ele, ganhou três, empatou duas e perdeu só uma - 61% de aproveitamento. Nos 21 jogos anteriores, o aproveitamento do Hertha era de 36%, campanha quase de rebaixamento.

O Hertha melhorou com ele, e Matheus Cunha vai se transformando em uma das revelações da temporada alemã. O atacante, que fará 21 anos na quarta-feira que vem, deixou o Coxa sem nunca ter jogado pelo clube e foi para a Suíça, onde se destacou e chamou a atenção do Leipzig. A paciência do clube da Red Bull durou pouco, só uma temporada e meia, e pelo jeito o Hertha fez um negocião ao trazê-lo.

Em época sem futebol, há de se tomar cuidado para não exagerar. Estamos todos vendo a Bundesliga, Matheus Cunha não vai se transformar, assim, de repente, em um atacante top, titular de seleção brasileira. Mas é bom ficar de olho. O menino está explodindo.

Julio Gomes