PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Julio Gomes


Corinthians é recompensado pela vontade

Vagner Love em disputa de bola no jogo do Corinthians contra o Santo André - Marcello Zambrana/AGIF
Vagner Love em disputa de bola no jogo do Corinthians contra o Santo André Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

26/02/2020 23h26

O jogo entre Corinthians e Santo André foi uma daquelas peladas esquecíveis. A chuva que caiu durante todo o primeiro tempo foi determinante, é muito difícil praticar futebol com o gramado encharcado.

Peladeiro por peladeiro, foi do Santo André o primeiro gol da noite, de cabeça. O Santo André é o time de melhor campanha do Paulista, se defende bem, joga com muita concentração, como mostrou hoje.

E só aos 47min do segundo tempo saiu o empate do Corinthians, com Boselli, evitando mais uma derrota - que aumentaria a tensão no clube. Um gol que recompensou o time pelo esforço.

Porque não é fácil ficar jogando debaixo de dilúvio, apoiar de poça d'água, com torcida pegando no pé, bola batendo na trave, no zagueiro, no goleiro. Parecia que o Corinthians poderia jogar até domingo que não sairia o gol. Mas saiu.

O ponto ganho importa bem pouco no Paulista. Mas a vontade demonstrada é fundamental para o time ganhar pontos com a torcida. Sempre foi assim no Corinthians, e é menos mal que os caras tenham percebido.

Julio Gomes