PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Julio Gomes


Corinthians decepciona e expõe fraquezas no Paraguai

Atletas do Guaraní celebram gol marcado contra o Corinthians na Libertadores - Jorge Adorno/Reuters
Atletas do Guaraní celebram gol marcado contra o Corinthians na Libertadores Imagem: Jorge Adorno/Reuters
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

05/02/2020 23h26

O Corinthians, que teve um janeiro tão promissor nas primeiras impressões, começou de forma preocupante a participação na Libertadores da América. Perdeu por 1 a 0 para o Guaraní, no Paraguai.

Tudo está perdido? De forma alguma. A partida de volta será em Itaquera e o Corinthians tem plenas condições de vencer por dois gols de diferença. Mas é inegável. Chega para o jogo contra as cordas, correndo risco de jogar meia temporada na lata no lixo. Se levar um gol, tem que fazer três, aquela história que conhecemos.

O Guaraní fez um jogo correto nesta quarta, dentro de suas possibilidades. Apertou no início, achou o gol, depois se defendeu. E se defendeu bem, até. Não conseguiu encontrar os contra ataques que queria, mas esse era o plano de jogo e assim será em São Paulo.

Os paraguaios estão invictos na temporada e venceram por 1 a 0 os três jogos que importavam. A ida contra o San José, na altitude de Oruro/Bolívia, o clássico local contra o Cerro Porteño e, agora, contra o Corinthians. Nos três jogos, teve posse de bola na casa de 30%. Plano de jogo claro.

Além do adversário, preocupante para o Corinthians o fato de estar claramente precisando apostar em jogadores que não serão titulares na temporada, como Everaldo e Janderson. A partida de Sidcley foi pavorosa (de novo). Se salvou, mais uma vez, Cantillo, o melhor do time. Possivelmente Pedrinho vai voltar do Pré-Olímpico e já cair no time titular, mesmo sem treino.

O Corinthians teve algumas chances, poderia ter achado um empate no segundo tempo, mas foi um jogo decepcionante. Algum volume, muitos erros, pouca intensidade, pouca concentração.

Preocupa.

Julio Gomes