PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Globo recomenda fim de abraços ao público no futebol para evitar gafes

Galvão Bueno em seu retorno às transmissões da TV Globo após mais de um ano - Reprodução/TV Globo
Galvão Bueno em seu retorno às transmissões da TV Globo após mais de um ano Imagem: Reprodução/TV Globo
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

Colunista do UOL

13/05/2021 04h00

A direção do Esporte da Globo fez uma recomendação para seus narradores e coordenadores de transmissão do futebol evitarem os abraços enviados ao público que participa pela hashtag oficial ou pelas redes sociais dos profissionais envolvidos. O motivo é evitar brincadeiras e piadas com palavras de duplo sentido, que sempre viram meme nas redes sociais.

A coluna apurou que o pedido é recente, mas não é uma proibição. A recomendação é que se anuncie e peça a participação do público, mas que não se leia mais o nome de telespectadores no ar, nem se mande saudações, evitando pegadinhas.

Não foram poucos os casos ocorridos em 2020, principalmente durante transmissões da Série B do Campeonato Brasileiro. Narradores como Daniel Pereira e Linhares Júnior caíram em trocadilhos como "Kiko Zinho Branco e Pedro" e "Tomás Turbando" e foram parar na internet para alegria daqueles que gostam desse tipo de brincadeira. Outros nomes, como Odinei Ribeiro, acabaram tirando de letra e brincam com quem tenta fazê-lo cair nessa zoeira.

O fato curioso é que abraços para os telespectadores seguem normalmente para outras modalidades, como vôlei e basquete. Não é raro acontecer, por exemplo, narradores como Everaldo Marques mandar saudações para quem está assistindo. Isso acontece por uma avaliação interna na emissora.

O entendimento do Esporte da Globo é que essas piadas acontecem recorrentemente apenas no futebol, o esporte mais popular e mais assistindo pelos telespectadores. O público de outras modalidades não costuma mandar este tipo de mensagem, diminuindo o risco de trocadilhos na leitura das mensagens no ar.

Em outros canais esportivos, como ESPN Brasil e BandSports, é normal que narradores mandem e citem telespectadores ao vivo - isso mostra que a partida está com bom engajamento nas redes sociais. Informações também chegam por torcidas e comunidades organizadas por clubes.

Na Rede Globo, as citações ocorrem normalmente apenas no SporTV. Na TV Globo, a citação não acontece.