PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ex-secretário de Crivella e articulador bolsonarista vai comentar o Carioca

Gutemberg de Paula em anúncio do Carioca na Record: ex-árbitro foi secretário de Crivella e é articulador de Bolsonaro no Rio - Reprodução/Record Rio
Gutemberg de Paula em anúncio do Carioca na Record: ex-árbitro foi secretário de Crivella e é articulador de Bolsonaro no Rio Imagem: Reprodução/Record Rio
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

26/02/2021 04h00

A Record TV contratou o ex-árbitro Gutemberg de Paula Fonseca para ser o comentarista de arbitragem na transmissão do Campeonato Carioca a partir da semana que vem. Conhecido por ter apitado jogos da Série A e B do Brasileirão nos anos 2000, Gutemberg ingressou na política do Rio de Janeiro nos últimos tempos. Ele foi secretário das gestões do ex-prefeito Marcelo Crivella (Republicanos-RJ) e do governador Wilson Witzel (PSC-RJ). Desde 2016, articula alianças para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Esta será a primeira experiência de Gutemberg na televisão. O ex-juiz de futebol se aposentou dos campos em 2010 e saiu "atirando". À época, acusou a comissão de arbitragem da CBF, então comandada por Sérgio Corrêa, de orientar árbitros para beneficiar o Corinthians no Brasileirão de 2010. A Fifa chegou a investigar as denúncias, mas não conseguiu provas materiais.

Desde 2016, Gutemberg de Paula é aliado de Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. Ele se aproximou da família do presidente da República ao participar da campanha de Flávio Bolsonaro à Prefeitura do Rio em 2016. Flávio, hoje senador e também filiado ao Republicanos de Marcelo Crivella, terminou em quarto lugar naquela eleição — vencida por Crivella no segundo turno.

Em 2018, Gutemberg e sua agência de publicidade digital se juntaram, na reta final do primeiro turno, à campanha de Wilson Witzel, então candidato a governador do Estado do Rio. A empresa do ex-árbitro foi o responsável por uma agressiva estratégia digital que ajudou Witzel a vencer a eleição ao apostar na associação do candidato a Bolsonaro por meio de mensagens disparadas pelo WhatsApp.

Prestigiado, Gutemberg foi nomeado, em 2019, para comandar a Secretaria de Governo e Relações Institucionais, mas saiu poucos meses depois de Witzel romper a aliança com Bolsonaro. Em outubro do mesmo ano, foi nomeado como secretário municipal da ordem pública, função que deixou ao fim de 2020 para atuar na campanha digital de Marcelo Crivella para a reeleição da Prefeitura do Rio — o pleito foi vencido por Eduardo Paes (DEM-RJ).

Além de cargos políticos e campanhas eleitorais, Gutemberg de Paula também faz articulações importantes para o grupo bolsonarista. Em 2019, foi um dos articuladores da filiação do vereador Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, ao Republicanos, partido de Crivella e braço político da Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo dono da Record.

Junto com Gutemberg de Paula, a Record terá Lucas Pereira como narrador e o ex-jogador Ricardo Rocha como comentarista. Mylena Ciribelli apresentará as partidas e o intervalo com os melhores momentos. A estreia será na próxima terça-feira (2), às 21h30, com o jogo entre Flamengo x Nova Iguaçu. O jogo vai concorrer com o paredão do "BBB21", da Globo.