PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Sky confirma PPV do Carioca, e serviço estará em quase 80% da TV paga

Pedro, do Flamengo, e Matheus Ferraz, do Fluminense, disputam bola na final do Carioca 2020 - Thiago Ribeiro/AGIF
Pedro, do Flamengo, e Matheus Ferraz, do Fluminense, disputam bola na final do Carioca 2020 Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

13/02/2021 20h06

A Sky confirmou hoje que disponibilizará o serviço de pay-per-view para os jogos do Campeonato Carioca de 2021. A operadora se junta à Claro/Net, que fez o mesmo anúncio ontem, na oferta do PPV. Assim, o serviço já está confirmado em quase 80% das TVs por assinatura.

Somadas, Claro/Net e Sky possuem 77,5% do mercado de assinantes, com cerca de 15 milhões de clientes. A Vivo, outra grande operadora do país, também deve fechar o serviço em breve. Não existe previsão para acerto com a Oi TV.

Em nota, a Sky afirmou que "irá disponibilizar o pay-per-view do Campeonato Carioca para clientes. O produto será comercializado pelos valores de R$ 49,90 mensais, R$ 129,90 em um pagamento único por todos os jogos do campeonato, e os jogos avulsos serão vendidos pelo valor de R$ 59,90. Em breve serão divulgadas mais informações".

Ainda não há previsão de data para o início das vendas do PPV da Sky. Já o serviço da Claro/Net será disponibilizado a partir de 24 de fevereiro.

O pay-per-view do Campeonato Carioca é responsabilidade de Marcelo Campos Pinto, ex-executivo da Globo. O projeto também terá um canal no YouTube e uma página no Facebook para repercutir os conteúdos produzidos —entre eles, um programa de pré e pós jogo para todas as partidas exibidas, que está sendo desenvolvido pela jornalista Lívia Nepomuceno, que trabalhou na Fox por seis anos.