PUBLICIDADE
Topo

Futebol pelo mundo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Endrick: monitorado por ingleses há 1 ano, estrutura do jogador impressiona

Endrick comemora com a torcida após a conquista do título da Copa São Paulo pelo Palmeiras - Marcello Zambrana/AGIF
Endrick comemora com a torcida após a conquista do título da Copa São Paulo pelo Palmeiras Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
João Henrique Marques

Jornalista desde 2005, passou por Lance ! e Terra. É correspondente do UOL Esporte na Europa desde 2013, com base em Barcelona e depois Paris. Cobriu Copa do Mundo, Eurocopa e cinco finais de Liga dos Campeões.

Colunista do UOL

09/02/2022 04h00

Já faz quase um ano que Endrick despertou o interesse de Liverpool e Manchester City. Os dois clubes têm mantido monitoramento intenso sobre a joia do Palmeiras, que ganhou ainda maior projeção após o sucesso na última edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Os dois gigantes ingleses possuem olheiros no Brasil. E como Endrick, ainda com 14 para 15 anos, atuou no ano passado em competições como o Campeonato Brasileiro sub-17 e sub-20 e Copa do Brasil sub-17 e sub-20, passou a ter seu desempenho em jogos acompanhado pelos profissionais.

Com esta observação, Endrick foi ganhando ainda mais destaque no mapeamento de Liverpool e Manchester City.

Os olheiros também ficaram impressionados com a estrutura no entorno do jogador. Isso porque a TFM —antiga Traffic—, empresa que gerencia sua carreira, investe há quase um ano em seu acompanhamento fisiológico. Endrick tem em casa a presença de fisioterapeuta, por exemplo.

A estrutura ao redor do palmeirense já é comparada com a de vários jogadores da elite do futebol europeu. Os custos são altos e inimagináveis para jogadores desta idade.

O sucesso de Endrick na Copa São Paulo já era esperado pelos olheiros de Manchester City e Liverpool. No entanto, foi somente após a competição que o jogador palmeirense passou a ser monitorado por outros gigantes do futebol europeu, entre eles Barcelona e Real Madrid. Estes dois últimos enviaram representantes ao país somente para acompanhar a disputa da competição.

O trabalho dos profissionais do Liverpool e do Manchester City é de monitoramento diário no Brasil. Outros gigantes do futebol não têm representantes brasileiros que cuidem somente de mapear os jogadores no país.