PUBLICIDADE
Topo

Futebol pelo mundo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com bônus recorde, PSG estuda pagar mais a Mbappé do que a Neymar e a Messi

Neymar, Mbappé e Messi treinam juntos para jogo contra o Reims - Reprodução/Instagram
Neymar, Mbappé e Messi treinam juntos para jogo contra o Reims Imagem: Reprodução/Instagram
João Henrique Marques

Jornalista desde 2005, passou por Lance ! e Terra. É correspondente do UOL Esporte na Europa desde 2013, com base em Barcelona e depois Paris. Cobriu Copa do Mundo, Eurocopa e cinco finais de Liga dos Campeões.

Colunista do UOL

09/09/2021 04h00

Após recusar vender Kylian Mbappé, o Paris Saint-Germain programa uma oferta final em busca da renovação de seu contrato. O plano do clube francês passa por oferecer bônus de aproximadamente 100 milhões de euros para seduzir o atacante com um investimento maior do que o realizado atualmente com o brasileiro Neymar e o argentino Lionel Messi.

Neymar e Messi têm ordenados em torno de 40 milhões de euros ao ano. Com Mbappé, o plano é oferecer salário próximo ao do brasileiro e do argentino e diluir o pagamento de um bônus recorde em um contrato que pode ser apenas de dois anos de duração, até junho de 2024 --o atual termina em junho de 2022--. Assim, o francês passaria a ser o jogador mais bem pago do plantel.

Na visão dos dirigentes do PSG, perder Mbappé de forma gratuita para o Real Madrid vai obrigar o clube a fazer investimentos acima de 100 milhões de euros para a contratação de uma reposição. Logo, o orçamento previsto para isso seria investido na própria renovação do camisa 7.

Ao longo dos dois últimos anos, Mbappé já recusou algumas propostas de renovação com o PSG. No entanto, a diretoria francesa pretende realizar a última oferta antes do fim de dezembro.

Ao fim de janeiro, Mbappé já poderá assinar pré-contrato com o Real Madrid. Nos bastidores do clube espanhol, o comentário é de que é incrível a resistência do atacante francês a uma volumosa oferta salarial do PSG. O entendimento é de que o desejo de transferência é maior do que qualquer dinheiro.

Recentemente, o PSG recusou oferta de 180 milhões de euros do Real Madrid para a compra de Mbappé. No mercado de futebol, o ato soa como uma loucura visto que o jogador estará livre em menos de quatro meses. A única maneira que o clube francês encontra para justificar o movimento é justamente o de ter mais tempo para lutar pela renovação contratual do camisa 7.