PUBLICIDADE
Topo

Futebol pelo mundo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Como Messi agitou Paris antes mesmo de se apresentar ao PSG

Siga o UOL Esporte no
João Henrique Marques

Jornalista desde 2005, passou por Lance ! e Terra. É correspondente do UOL Esporte na Europa desde 2013, com base em Barcelona e depois Paris. Cobriu Copa do Mundo, Eurocopa e cinco finais de Liga dos Campeões.

Colunista do UOL

10/08/2021 04h00

O pequeno aeroporto de Le Bourget, no norte de Paris, na França, lotou durante horas. O mesmo cenário foi visto nos arredores do Parque dos Príncipes e já em lojas do Paris Saint-Germain. Lionel Messi ainda não chegou a Paris e deixou um clima de grande ansiedade na capital francesa. O anúncio de sua contratação é esperado para esta terça-feira, tendo uma festa de apresentação aguardada para até quarta-feira.

Durante toda a segunda-feira, os fãs do PSG e de Messi foram vítimas de vários alarmes falsos que apontavam para a chegada do craque. O argentino sequer saiu de sua casa em Barcelona, permanecendo ali em um churrasco entre amigos, e de noite em uma reunião com advogados para discutir itens da proposta do clube francês.

Mesmo sem informações seguras, centenas de pessoas se aglomeram no aeroporto para receber Messi e no estádio Parque dos Príncipes e garantem que vão repetir o movimento na terça-feira. Em Paris, virou comum ver na rua pessoas caminhando com a camisa do PSG à espera do craque argentino.

O policiamento em Paris é grande na área do Parque dos Príncipes. Barreiras foram montadas em ruas estreitas de acesso para controle da passagem das pessoas como em um dia de jogo no estádio. E isso tudo mesmo sem o anúncio oficial da contratação de Messi.

Messi na capital francesa ainda foi capa de vários jornais parisienses um dia depois do encerramento das Olimpíadas de Tóquio passar o bastão para a edição de Paris 2024 em movimento de grande festa na cidade.

O jornal L'Équipe trouxe na capa uma montagem com foto de Messi com a Torre Eiffel ao fundo. A escolha da publicação, por exemplo, gerou revolta na seleção francesa feminina de handebol medalhista de ouro no Japão no domingo.

"Será que não merecemos a capa do jornal? Mesmo o (handebol) masculino também ganhou a medalha de ouro e nós atingimos um momento único do esporte francês. É uma falta de reconhecimento isso, e nos chateia", disse a goleira francesa Cléopatre Darleux repudiando.

A movimentação de jornalistas na cidade em Paris foi grande. Diversos repórteres espanhóis desembarcaram na segunda-feira na cidade na expectativa de cobrir a chegada de Lionel Messi. O "Messi Day" como nomeia o PSG para o dia de apresentação teve sua confirmação de adiamento nos bastidores no final da tarde. Somente após isso que os vários fãs deixaram o aeroporto e o estádio com a promessa de retorno em breve.