PUBLICIDADE
Topo

O que é um campeão?

Lewandowski comemora gol do Bayern de Munique contra o Schalke 04 - Alexander Hassenstein/Getty Images
Lewandowski comemora gol do Bayern de Munique contra o Schalke 04 Imagem: Alexander Hassenstein/Getty Images
Djalminha

Djalminha jogou no Flamengo, no Palmeiras e na seleção brasileira. Após deixar os campos, virou comentarista. Hoje, comenta futebol na ESPN Brasil e, agora, no UOL.

Colunista do UOL

21/09/2020 00h54

Independentemente do esporte que você pratique, seja uma modalidade coletiva ou individual, para ser campeão, mais importante que ser muito bom (ou um craque) é ter a mente forte. É preciso estar preparado para as adversidades, manter-se concentrado quando se encontra facilidade e, principalmente, saber que você não vencerá sempre.

Eu poderia citar aqui alguns exemplos de craques e grandes equipes que não conseguem ser campeões por isso. Mas eu vou falar de dois exemplos de vencedores. O primeiro é o Bayern de Munique, que ganhou tudo na temporada passada. Os alemães teriam tudo para relaxar, diminuir a intensidade e poupar jogadores que acabaram de conquistar a Champions League, mas não.

Começam o campeonato alemão com o time titular, marcam três no primeiro tempo. Hora de diminuir? Não: mais cinco no segundo, com a mesma concentração e intensidade. Como se estivesse 0 x 0. Resultado: um clube, um time e vários jogadores campeões de verdade.

Novak Djokovic - AHMED JADALLAH - AHMED JADALLAH
Novak Djokovic
Imagem: AHMED JADALLAH

O outro exemplo se chama Novak Djokovic. Escrevo antes da final do Aberto de Roma da ATP, mas, ganhando ou perdendo, fica fácil identificar um vencedor pelo que fez na semifinal. Não jogava bem no primeiro set, seu adversário era superior. Mas, em momento algum, perdeu sua concentração. Soube lidar com a adversidade com uma mente que é uma fortaleza. E aí, ao final, soube se impor.

Na teoria, não é tão difícil ser um vencedor. Na prática, é para poucos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.