PUBLICIDADE
Topo

Diogo Silva

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Diogo Silva: O esporte mundial contra Vladimir Putin

Duelo do taekwondo nas Olimpíadas do Rio - Reuters
Duelo do taekwondo nas Olimpíadas do Rio Imagem: Reuters
Conteúdo exclusivo para assinantes
Diogo Silva

Diogo Silva foi campeão mundial universitário, medalhista de ouro dos Jogos Pan-Americanos e participou dos Jogos Olímpicos de Atenas-2004 e Londres-2012 no taekwondo. Hoje, faz parte do grupo de rap Senzala Hi-Tech.

02/03/2022 04h00

Taekwondo, Judô, COI e Fifa retalham Rússia e proíbem sua participação em eventos internacionais.

O comitê olímpico internacional (COI) acusou a Rússia de ter quebrado a Trégua Olímpica ao atacar a Ucrânia em período de jogos.

A Trégua Olímpica integra a agenda da Assembleia Geral das Nações Unidas que contém 180 países patrocinadores. A Trégua é uma intervenção pela paz e pelo esporte às vésperas de cada Jogos Olímpicos de Verão e de Inverno contando sete dias antes e sete dias depois do evento.

A medida remete à tradição da Grécia Antiga do século VIII A.C, quando um tratado de trégua foi assinado entre três reis para permitir que atletas e suas famílias pudessem viajar em segurança para assistir aos Jogos Olímpicos e retornar aos seus locais de origem. O Comitê Olímpico Internacional recuperou a prática em 1992, cobrando de todos os países a observação de pausa nas hostilidades.

A trégua foi rompida no momento que encerrou os jogos olímpicos de inverno em Pequim, China, e o início do paralímpico marcado para o dia 03 de março.

Pela quebra Putin perdeu outra honraria que é a Ordem Olímpica.

A Ordem Olímpica é o prêmio olímpico mais alto do movimento, criado pelo Comité Olímpico Internacional em 1974, como um sucessor para o Certificado Olímpico, prêmio concedido anteriormente. A ordem olímpica tinha, inicialmente, três graus (ouro, prata e bronze), embora o bronze tenha sido retirado em 1984. Esta honraria é concedida a indivíduos que contribuíram para o movimento olímpico e sua evolução, com melhorias para os esportes e desempenhos na competição.

Além disso o COI comunicou a todas as federações internacionais que proíbam atletas russos e bielorrussos, país aliado de Putin na invasão a Ucrânia, de utilizarem a bandeira de seus países durante torneios, assim como a proibição do hino durante desfile e podium.

Com esse comunicado em um efeito domino muitas modalidades olímpicas estão rompendo com os russos, seja na não realização de eventos esportivos dentro da Rússia ou não enfrentamento os atletas russos em torneios internacionais.

A Rússia já vinha cumprindo uma punição grave depois do banimento pelo CAS (Corte Arbitral do Esporte) por conta do escândalo de doping que teve início em 2015, que fez todos os atletas russos não poderem defender a bandeira de seu país durante os jogos olímpicos do Japão e a Copa do Mundo do Qatar. Depois da invasão na Ucrânia, o COI praticamente está retirando a Rússia de todos os eventos.

Dentre todas as medidas tomada pelo esporte a mais potente foi da Fifa que depois de muita pressão e desistência de oito países como: Polonia, República Tcheca, Suécia, Inglaterra, Dinamarca, Noruega, Irlanda e Islândia que jogariam as Eliminatórias contra a Rússia.

A Fifa retirou a Rússia do processo classificatória para a Copa do Mundo de futebol, automaticamente também da Copa do Mundo que vai acontecer no Qatar em novembro desse ano.

No mundo das lutas

A WT(Word Taekwondo) retirou a faixa preta de 9°Dan concedida a Vladimir Putin, 69, em 2013. A faixa preta 9°dan é o grau máximo da hierarquia taekwondista, onde apenas chefes de estado recebem. Além de perder a honraria, a WT também proibiu a Rússia de organizar eventos internacionais, assim como seus atletas de desfilarem com a bandeira e escutarem o hino russo no Podium.

Assim também fez a federação internacional de judô que retirou o 8°dan de Putin e a honraria de ser presidente honorário do Judô.

Putin é um praticante assíduo de judô arte que pratica desde de criança até chegar a faixa preta aos 18 anos. Como judoca o sonho de Putin era ser atleta olímpico, mas não alcançou nível suficiente para tal feito.

O judô é tão importante na vida de Putin que ele é coautor de um livro intitulado "Judô: História, Teoria, Prática".

Putin vive no mundo das artes marciais. Em encontros de negócios no Japão por exemplo foi visitar o templo do judô em Budokan. Na Rússia já foi visto em eventos de Sambo e MMA.