PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Atlético conta com VAR e fica mais perto de decidir Tríplice Coroa com Fla

Hulk, atacante do Atlético-MG - Ettore Chiereguini/AGIF
Hulk, atacante do Atlético-MG Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF
Diego Garcia

Repórter desde 2010, passou por Folha de S. Paulo, ESPN, Terra e Placar. Ganhou dois prêmios Aceesp (2014 e 2016) e foi indicado aos prêmios Comunique-se (2019), República (2017, 2018 e 2021), Folha (2018 e 2019) e Fenacor (2020). Cobriu Copa do Mundo, Olimpíadas, Mundial de Clubes e outros grandes eventos. Contato: garciadiegosilva@gmail.com

Colunista do UOL

15/09/2021 20h53

E o Atlético-MG continua implacável em 2021. Agora, despachou o Fluminense e avançou à semifinal da Copa do Brasil. Só mais uma decisão no ano para o time mineiro, que tem tudo para fazer uma disputa tripla com o Flamengo nos três principais torneios da temporada.

No jogo desta noite, o Galo enfrentou um time encardido do outro lado, mas vez valer a vantagem obtida no duelo de ida, quando venceu por 2 a 1, no Rio. Assim, em jogo truncado, e com vantagem de poder perder por 1 a 0, segurou o empate até abrir o placar, com Hulk.

Foi no início do segundo tempo que o VAR entrou em ação para constatar um toque no braço de Danilo Barcelos, dentro da área. Hulk decidiu a partida, levando o Atlético-MG direto à semifinal da Copa do Brasil.

Hulk esteve bem marcado, e o Flu apostou tudo na partida de hoje. Até finalizou mais vezes na etapa inicial, obrigando Everson a fazer grande defesa. As duas principais chances foram do time tricolor, mas a equipe da casa voltou melhor no segundo tempo.

O próximo rival será Fortaleza ou São Paulo, mas nenhum deve fazer frente ao Galo, hoje o time mais forte do país junto ao Flamengo.

O time mineiro não encanta, mas é extremamente eficiente. Lidera o Brasileiro com folga, agora a sete pontos do vice-líder, Palmeiras. O Flamengo tem oito a menos, mas com duas partidas por fazer, podendo diminuir a diferença para dois - e ainda com um confronto direto pela frente.

Atualmente um pouco mais distante da briga pelo título brasileiro, o time alviverde será o rival do Galo na semi da Libertadores, mas hoje é inferior. No Brasileiro, perdeu os três confrontos diretos para os dois principais rivais da temporada: duas vezes para o Flamengo (1 a 0 e 3 a 1) e uma para o Atlético (2 a 0) - ambos não se cruzaram ainda pelo segundo turno.

Quando estiveram frente a frente, Galo e Palmeiras fizeram duelo da então melhor defesa do Brasileiro contra o melhor ataque. Porém, o Atlético-MG foi melhor, aproveitou que o clube alviverde jogou com um a menos por quase 60 minutos e venceu.

No confronto, o time de Abel Ferreira pouco levou perigo ao gol adversário. Assim, o Galo fez dois - ambos de Savarino - e colocou, na ocasião, cinco pontos de vantagem para o Palmeiras, que já era o vice-líder - o confronto era válido pela 16ª rodada.

Do outro lado, o Flamengo terá o Barcelona-EQU na semi da Libertadores e só será eliminado se acontecer uma tragédia. Já na Copa do Brasil, deve confirmar ainda hoje a vaga contra o Grêmio, ao qual venceu por 4 a 0 na ida, fora de casa. E terá o Athletico-PR na semi, outro jogo onde entrará como favorito absoluto.

Assim, por enquanto, três possíveis decisões entre Atlético-MG e Flamengo vão virando cada vez mais realidade no futebol brasileiro e sul-americano. Só o Palmeiras pode impedir.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL