PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Globo comemora audiência da seleção feminina em meio à Copa América

Bia Zaneratto em ação pela seleção brasileira feminina contra o Canadá - Richard Callis/SPP/CBF
Bia Zaneratto em ação pela seleção brasileira feminina contra o Canadá Imagem: Richard Callis/SPP/CBF
Diego Garcia

Repórter desde 2010, passou por Folha de S. Paulo, ESPN, Terra e Placar. Ganhou dois prêmios Aceesp (2014 e 2016) e foi indicado aos prêmios Comunique-se (2019), República (2017, 2018 e 2021), Folha (2018 e 2019) e Fenacor (2020). Cobriu Copa do Mundo, Olimpíadas, Mundial de Clubes e outros grandes eventos. Contato: garciadiegosilva@gmail.com

Colunista do UOL

15/06/2021 04h00

Sem a transmissão da Copa América, que teve os direitos de TV aberta adquiridos pelo SBT, a Globo comemorou ontem (14) os números de audiência obtidos com a seleção de futebol feminino, que empatou com o Canadá em amistoso na Espanha.

De acordo com dados prévios confirmados pela emissora, a Globo anotou 12 pontos em São Paulo, o dobro da Record, que vem logo atrás no ranking do horário. Já no Rio de Janeiro, a emissora alcançou 16 pontos, bem mais que o segundo colocado, SBT, com 6.

No domingo, reportagem de Allan Simon mostrou que o SBT melhorou seus números em São Paulo com a vitória da seleção masculina sobre a Venezuela, na estreia da equipe nacional na Copa América. A emissora de Sílvio Santos teve média arredondada de 14 pontos com a bola rolando, contra 16 da Globo, que exibiu o Domingão do Faustão.

O programa dominical da Globo foi apresentado excepcionalmente por Tiago Leifert, já que Fausto Silva teve um problema de saúde durante a semana.

Na última Copa América, disputada em 2019, a seleção brasileira bateu 34 pontos na Globo no jogo de estreia contra a Bolívia.

Segundo apurou a coluna, a Globo ainda comemorou a comparação dos números no PNT (Painel Nacional de Televisão), que engloba 15 regiões metropolitanas, do horário completo das transmissões envolvendo as seleções masculina e feminina. Neste recorte, o SBT teria feito 12,1 pontos, contra 12,9 da Globo de acordo com dados prévios. Os jogos foram realizados em dias e horários diferentes (o masculino foi 18h de domingo, e o feminino 16h de segunda).

Por outro lado, na partida em que o time do técnico Tite venceu a Venezuela, os números da transmissão do SBT foram melhores em São Paulo, com 12,7 pontos, contra 11,7 do feminino na Globo. Já na sexta, quando a seleção feminina venceu a Rússia, a audiência da transmissão completa no PNT bateu 13,3. Mas, na capital paulista, fez os mesmos 11,7.