PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Santos espera receber R$ 28 milhões de venda de Neymar

Neymar hoje defende o PSG - Franck Fife/AFP
Neymar hoje defende o PSG Imagem: Franck Fife/AFP
Diego Garcia

Repórter desde 2010, passou por Folha de S. Paulo, ESPN, Terra e Placar. Ganhou dois prêmios Aceesp (2014 e 2016) e foi indicado aos prêmios Comunique-se (2019), República (2017, 2018 e 2021), Folha (2018 e 2019) e Fenacor (2020). Cobriu Copa do Mundo, Olimpíadas, Mundial de Clubes e outros grandes eventos. Contato: garciadiegosilva@gmail.com

Colunista do UOL

22/05/2021 04h00

Com João Henrique Marques, colunista do UOL, de Barcelona (ESP)

Neymar deixou o Santos para defender o Barcelona há oito anos, mas o clube brasileiro entende ainda ter R$ 28 milhões a receber da venda do atleta, concretizada em 2013. A informação consta em auditoria interna das demonstrações financeiras do clube do ano passado, entregue ao Conselho Fiscal nos últimos dias.

O documento detalha que o valor é referente ao segundo jogo amistoso entre Santos e Barcelona, nunca realizado devido ao encerramento do contrato do atleta com o clube espanhol —ele se transferiu ao PSG em 2017.

Nesse caso, estava previsto que o Barcelona pagaria 4,5 milhões de euros, o que ainda não aconteceu. E, até hoje, o Santos conta com a quantia, detalhada na auditoria na parte de contas a receber.

Segundo fontes do clube, existe um processo judicial referente a essa demanda. Além de outras ações judiciárias por conta da transferência, nas esferas cível, criminal e tributária, no Brasil e na Espanha.

No ano passado, jornais da Espanha haviam noticiado que o Santos cobrava o Barcelona pelo não cumprimento do contrato no que diz respeito ao segundo amistoso. No primeiro, o time alvinegro levou 8 a 0 do Barcelona, em 2013. A expectativa era que a segunda partida ocorresse no Brasil, o que nunca aconteceu.

Por outro lado, também no ano passado, o Barcelona anunciou que o Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou o processo do Santos relacionado à contratação de Neymar. O time brasileiro havia apresentado uma queixa à Fifa pedindo indenização e danos pela transferência, no valor de 61,2 milhões de euros.

Há anos o clube espera êxitos nos casos envolvendo a transferência do atacante. Além do segundo amistoso, o clube quer receber quantias referentes à indicação de Neymar entre os melhores do mundo, em 2017. O Barcelona foi procurado para comentar, mas não se manifestou.

Na auditoria, o Santos ainda coloca outros valores como saldos a receber. São R$ 2,2 milhões da Turner por acordo de transmissão televisiva, pelos jogos dos anos 2021 e 2022, R$ 17,5 milhões por negociações de atletas ou empréstimos, R$ 22 milhões em patrocínios de jogos e eventos e outros.