Topo
OPINIÃO

Danilo comprova fase iluminada no Palmeiras e dificulta promessa de Leila

Danilo Lavieri

Colunista do UOL

18/05/2022 20h51

O Palmeiras foi melhor durante todo o jogo, Weverton quase não tocou na bola, mas o placar foi de apenas 1 a 0 na vitória em cima do Emelec hoje (18) pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores. E o autor do gol foi Danilo, que vive fase iluminada e fez o bom público no Allianz Parque ao menos celebrar nesta noite de frio.

Um dos melhores meio-campistas do país, o jogador da seleção brasileira também já fazia boa atuação antes de abrir o placar e torna a promessa de Leila Pereira cada vez mais difícil.

A presidente foi enfática ao dizer em entrevista para a ESPN que o jogador não vai sair na janela do meio do ano. Vai ser uma missão difícil. Primeiro porque só de ter sido convocado à seleção, novas portas já são abertas. Segundo, porque ele não deixa o ritmo cair e mantém o interesse de gigantes.

Danilo rouba a bola e distribui com a mesma qualidade. Parece ter um radar de tudo o que acontece durante o jogo e toma quase sempre as decisões corretas, sem contar que consegue até mesmo entrar na área para concluir a jogada. Não à toa, ele tem três gols nos últimos três jogos.

Com uma multa que supera os R$ 600 milhões ele já recebe sondagens para que uma proposta seja formalizada desde o ano passado. Vai ser difícil segurar o jogador que tem muito mercado na Europa por ter ainda 21 anos. E vai ser difícil convencê-lo de ficar com tantas chances de brilhar no Velho Continente.

Enquanto Leila conseguir segurar, vai ser melhor para o futebol brasileiro. Melhor ainda para os palmeirenses.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter, no Instagram e no TikTok

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Danilo comprova fase iluminada no Palmeiras e dificulta promessa de Leila - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL