PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

A menos de um mês da estreia, Fifa muda protocolo para torcida no Mundial

Mudanças no protocolo podem dificultar vida  - Ettore Chiereguini/AGIF
Mudanças no protocolo podem dificultar vida Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

12/01/2022 11h39

A Fifa enviou hoje (12) um comunicado aos clubes envolvidos no Mundial que houve uma mudança de protocolo para a presença de torcedores nos estádios da competição, nos Emirados Árabes Unidos. Crianças abaixo de 12 anos estão proibidas de entrar e o teste de PCR para a detecção da covid-19 precisará ser feito a no máximo 12 horas antes de cada partida.

As trocas estão em um e-mail enviado a todos os times do torneio nesta madrugada no horário brasileiro. Segundo a entidade, essa é uma determinação das autoridades locais. O blog entrou em contato com a Fifa e aguarda resposta. No site da venda de ingressos, já há a atualização com a proibição da questão de idade, mas ainda não há a mudança sobre o prazo do PCR.

Além de prejudicar os que já compraram ingressos, a mudança ainda dificulta a vida dos que precisarão fazer teste. Quanto menor o tempo para a realização, mais caros ficam os testes e mais difícil fica a logística dos laboratórios que fazem o procedimento.

No comunicado enviado aos clubes, a Fifa perguntou se os envolvidos não gostariam de diminuir a sua carga de ingressos após a mudança, mas não trata dos prejuízos aos que já compraram hospedagem, bilhetes aéreos e ingressos.

Inicialmente, no primeiro comunicado publicado em seu site, a Fifa disse que os torcedores deveriam apresentar um comprovante do teste PCR realizado em até 96 horas antes da partida e eximia menores de 12 dessa exigência. Além disso, crianças menores de dois anos que não requisitem assento na arquibancada poderiam entrar sem ingresso

O Chelsea replicou em seu site a proibição da entrada de crianças e pede que os que já compraram ingressos entrem em contato para mais informações. O Palmeiras, por sua vez, já vende pacotes para seus torcedores por meio de uma agência oficial.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter, no Instagram e no TikTok