PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lavieri: Reservas melhoram o Palmeiras e dão opções para Abel na final

Deyverson comemora gol com a torcida do Palmeiras - Marcello Zambrana/AGIF
Deyverson comemora gol com a torcida do Palmeiras Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

23/11/2021 23h26

Provavelmente por terem que aproveitar as poucas chances que têm, os reservas do Palmeiras mostraram um nível de futebol superior aos que titulares apresentaram contra o Fluminense e o Fortaleza. No empate de hoje (23) por 2 a 2 contra o Atlético-MG, o Alviverde teve boas apresentações que podem virar opções para Abel Ferreira na final de sábado contra o Flamengo. A vitória só não veio porque Victor Luís perdeu gol inacreditável nos minutos finais.

Wesley, por exemplo, deu movimentação à frente, além de ter feito o gol. Ele sumiu das opções do técnico nas últimas partidas e a boa impressão que deixou no Allianz hoje pode fazer ele voltar a estar entre possíveis substituições para o jogo. Ele também já tinha feito bom jogo contra o São Paulo nas quartas de final da competição sul-americana.

Além dele, Gabriel Menino também teve uma apresentação bem acima daquela que ele normalmente tem mostrado. A questão é que hoje ele atuou no meio-campo e deixou ainda mais claro que Mayke será o titular do sábado já que Marcos Rocha está suspenso pelo acúmulo de cartões.

Deyverson não foi brilhante, mas se movimentou mais do que Luiz Adriano, por exemplo, e conseguiu incomodar bem mais o rival do que o seu concorrente de posição tem feito nos últimos meses.

Até mesmo Patrick de Paula se movimentou melhor e fez um jogo com mais pontos positivos em relação às últimas chances que recebeu, especialmente na derrota contra o São Paulo pelo Brasileirão. A equipe conseguiu segurar o líder do Brasileirão com atuação bem mais aberta do que no confronto entre eles pela Libertadores, inclusive. E na ocasião o time paulista foi com força máxima.

O ponto negativo fica por conta de Jailson. O goleiro falhou no primeiro gol do Atlético-MG e não alcançou o chute de fora da área de Hulk, mas considerado por muitos como indefensável. Nacho, em posição de impedimento, também esteve na trajetória da bola, mas o VAR não chamou para a revisão mostrando novamente que não há critério na arbitragem do Brasileirão, já que o próprio Palmeiras teve gol anulado em lance semelhante em partidas recentes.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL