PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lavieri: Palmeiras não evolui no futebol, mas pelo menos passou a ganhar

Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

20/10/2021 21h00

O Palmeiras não apresentou evolução em relação ao futebol apresentado no último fim de semana. Hoje (20), diante do Ceará, a equipe paulista voltou a vencer assim como tinha sido contra o Internacional, mas com menos alternativas de jogo e sofrendo muito mais. Os 2 a 1 podem fazer quem não viu o jogo não entender a crítica, mas a verdade é que se não fosse Weverton a partida poderia ter sido encaminhada ainda no primeiro tempo para os cearenses.

Com a mesma escalação do domingo, Abel Ferreira esperava ver um time repetindo ao menos o desempenho do primeiro tempo diante do Colorado, mas a verdade é que o português viu o atleta de seleção brasileira fazer a diferença a seu favor e permitir que o time reagisse a tempo.

O goleiro fez defesas importantíssimas durante os 90 minutos, sendo pelo menos três delas de altíssima dificuldade. O Alviverde terminaria os 45 minutos inicias sem não ter acertado nenhuma vez a bola no gol do adversário. Até que uma falta na meia-lua foi marcada pelo juiz no acréscimo, e Zé Rafael fez golaço na batida.

No segundo tempo, o jogo voltou praticamente com a mesma tônica, e Weverton estava lá de novo. Com o 1 a 0 no placar, os palmeirenses tentavam se defender de todas as formas e só aguardavam a hora certa de arrancar em contra-ataque para garantir os três pontos e o retorno à 3ª colocação.

Luiz Adriano, que fez nova partida com muita vontade e pouco resultado, chegou a balançar as redes de Richard em uma dessas arrancadas, mas a arbitragem flagrou Rony, líder de impedimento na competição, novamente fora de condições de jogo. Abel Ferreira, então, resolveu mudar no seu time como já é de costume e, desta vez, acertou.

Deyverson e Gustavo Scarpa entraram nos lugares de Luiz Adriano e Raphael Veiga e, logo na primeira tabela, fizeram o 2 a 0. O meio-campista apareceu pela esquerda após ótima jogada de Dudu e deixou o atacante cara a cara para o alívio dos torcedores que sentiam o empate vindo a qualquer momento.

O futebol não é o que vai livrar Abel Ferreira e os jogadores das críticas pelas apresentações, mas ao menos o time consegue engatar a segunda vitória consecutiva, coisa que não acontecia desde o dia 24 de julho.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL