PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Palmeiras quer ouvir mais propostas para TV fechada, mas SporTV é favorito

Câmera de TV filma bola de futebol antes de partida do Brasileirão 2021 - Fernando Moreno/AGIF
Câmera de TV filma bola de futebol antes de partida do Brasileirão 2021 Imagem: Fernando Moreno/AGIF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

08/10/2021 04h00

Entre as propostas que foram apresentadas ao Palmeiras para as transmissões de jogos na TV fechada entre os anos de 2022 e 2024, a que foi feita pelo SporTV ainda é a considerada favorita internamente. O canal da Globo anunciou ontem (7) que fechou com Juventude, Santos, Ceará, Fortaleza e Coritiba, clubes que ficaram sem dono dessa propriedade após a saída da Turner, mas a ausência da equipe de Palestra Itália chamou a atenção.

De acordo com apuração do blog, o Alviverde tem alguns detalhes que gostaria de analisar com mais atenção antes de assinar o novo contrato e eventualmente conseguir melhoras no acordo. A diretoria também vê o time em situação financeira confortável para aguardar um pouco mais e ouvir novas propostas de concorrentes.

Com a Lei do Mandante, o Palmeiras poderia vender as partidas dentro de sua casa para qualquer empresa que tivesse interesse na transmissão, mesmo que ela não tenha o acordo com o adversário. Para isso, bastaria uma cobrança de pacote de mensalidade para se caracterizar como TV fechada e não canal aberto.

Logo após a desistência da Turner em transmitir o Brasileiro a partir do ano que vem, os clubes se reuniram e decidiram que a negociação seria feita em grupo. Durante esse período, os representantes de todos os times mantiveram conversas e os cinco times citados acima resolveram comunicar os demais que aceitariam a proposta da Globo. O acordo rápido já garante a entrada de novas receitas para os times que ainda enfrentam dificuldades decorrentes da pandemia.

O modelo de negócio oferecido foi considerado bom por todos os envolvidos, com exceção do Athletico, que ainda não se convenceu de vender as suas propriedades ao SporTV. Vale lembrar que o time paranaense já não tem acordo para o pay-per-view e recentemente vendeu seus direitos para a Jovem Pan. O Bahia deve anunciar acordo em breve, enquanto o Palmeiras diz não ter pressa para fechar o acordo.

A divisão da grana seguirá o mesmo modelo já colocado em prática com outras equipes que já tinham contrato prévio com o SporTV: 40% dividido igualmente entre os clubes, 30% pela colocação final no campeonato e outros 30% distribuídos proporcionalmente ao número de jogos transmitidos no canal fechado.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram