PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Palmeiras: Savério se diz perplexo com ausência de opositor a Leila Pereira

Savério Orlandi não será candidato à presidência do Palmeiras - Arquivo Pessoal
Savério Orlandi não será candidato à presidência do Palmeiras Imagem: Arquivo Pessoal
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

24/09/2021 18h18

Savério Orlandi se mostrou bastante contrariado com a falta de um candidato de oposição a Leila Pereira na eleição presidencial do Palmeiras. Em carta enviada ao blog, o conselheiro explicou a sua decisão e disse ficar na expectativa para que novos nomes surjam neste próximo ciclo. Ele ressaltou a importância de a gestão da dona da Crefisa ter contrapontos e desejou sorte para a empresária.

Hoje (24), às 18h, esgotou-se o prazo para que novas chapas fossem inscritas. Em contato com a reportagem, Seraphim Del Grande, presidente do Conselho Deliberativo, confirmou que ninguém além de Leila poderá concorrer. Ela não terá dificuldades para passar pelo filtro entre conselheiros.

Desde abril, Savério tenta articular a candidatura de forma independente, buscando os 42 votos para passar por esse mesmo filtro e não conseguiu. Depois do anúncio de Mario Giannini se lançando como candidato, ele encerrou seu projeto.

Ontem, no entanto, após a desistência de Giannini, ele foi novamente procurado por alguns oposicionistas para tratar da possibilidade de lançar uma chapa e refutou a possibilidade. Além dele, o nome de Luiz Pastore também foi cogitado inicialmente.

Leila Pereira já era a favorita a vencer a eleição marcada para novembro. Como ninguém se inscreveu, ela é candidata única e já tem a certeza que será a sucessora de Maurício Galiotte. Assim, também estão confirmados como vices os nomes de Paulo Buosi, Maria Tereza Ambrósio Bellangero, Neive Conceição Bulla de Andrade e Tarso Luiz Furtado Gouveia.

Confira a carta de Savério enviada ao blog:

Famiglia Palestrina,

Faz quase três anos que iniciei uma profunda preparação pessoal para concorrer à Presidência do Palmeiras. Sócio desde 1983, com 50 anos de vida e 20 de Conselho Deliberativo, além de passagens pela Diretoria de Futebol (4 anos) e pelo COF (8 anos), busquei nos últimos meses todas as formas de consolidar minha candidatura conversando com os grupos políticos da oposição no sentido de agregar e propor um outro projeto para a SEP, infelizmente não obtendo o apoio necessário nessa caminhada.

Como parte interessada, o sentimento é de perplexidade, pois coloquei meu nome no pleito há meses com a submissão ao processo normal de validação pelos grupos e lideranças, sabendo respeitar naturalmente todas as indicações e, ao final, vejo incrédulo que não se logrou a organização em torno de uma candidatura, fato que mínima e certamente contribuiria como contraponto, algo tão caro ao processo democrático.

Além de salutar, toda sucessão política é legítima, e o que se espera agora é que, a partir deste aparente desacerto, conselheiros(as) emergentes permitam-se sem receio forjar como novos quadros, a bem e a serviço da SEP, enquanto as lideranças antigas e consolidadas decidam por uma efetiva participação que seja edificante, ou então dignem absterem-se de suas ingerências em favor da formação de novos líderes e quadros, sendo certo que nomes para tanto não faltam.

Agradeço enormemente aos diversos companheiros e profissionais que de modo valioso me auxiliaram e contribuíram nestes últimos meses, com a convicção de que fizemos um trabalho dedicado e primoroso.

À Leila Pereira, desejo sucesso para sua gestão. Que ela não deixe de considerar o fato de que o maior projeto da sua vida coincide agora com o momento potencialmente mais disruptivo do futebol brasileiro diante de uma miríade de oportunidades e desafios para a consolidação do novo mercado futebolístico, processo no qual a SEP, seja pelo seu tradicional pioneirismo, como por sua própria grandeza que paulatinamente ela vem e está conhecendo, deve compor a liderança, atuando com protagonismo. Boa sorte, bom trabalho.

Saudações alviverdes
Savério Orlandi

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram