PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Palmeiras: Giannini desiste de candidatura e deixa caminho livre para Leila

Leila Pereira posta foto com a trave e seguidores brincam - Reprodução/Instagram
Leila Pereira posta foto com a trave e seguidores brincam Imagem: Reprodução/Instagram
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

23/09/2021 18h40

Mario Giannini desistiu de ser candidato da oposição no Palmeiras. A decisão foi tomada hoje (23) após não ser possível a formação de uma frente ampla contra Leila Pereira.

Assim, ele deixa o caminho livre para que a dona da Crefisa seja sucessora de Maurício Galiotte pelos próximos três anos a partir da temporada que vem.

Apoiado especialmente por Mustafá Contursi, Giannini tinha sido escolhido no último dia 11 por representantes dos principais grupos da oposição como o nome a ser lançado após Luiz Pastore e Savério Orlandi terem sido cogitados. Ele ganhou força por ter conseguido votação expressiva na eleição para presidente do Conselho, que acabou tendo Seraphim del Grande como vencedor.

No dia 20, no entanto, a chapa Academia, ligada a Paulo Nobre, recuou e comunicou que não apoiaria ninguém, o que fez o candidato desistir de concorrer. O ex-presidente se afastou da política do clube, se dedica a corridas de rally e seu grupo não teve força o suficiente para lançar um candidato. A decisão, no fim, foi a de se isentar.

Antes disso, o grupo Ocupa Palestra também já havia informado que não apoiaria ninguém. Como já havia mostrado o blog, essa escolha acabou com o que restava da união de opositores nas alamedas do Palestra Itália.

"Sem frente ampla, não há como enfrentar a candidatura da situação. Como posso fazer oposição à Leila se eu tenho oposição?", disse ele ao blog. "Conversei com todos os grupos, mesmo os que não tinha afinidade. Falava: nos juntamos agora para enfrentar um mal maior. Mas os grupos não conseguiram superar as desavenças", completou.

Giannini tem 68 anos, virou sócio aos 9 com a sua família e desde então transita por lá. Ele já foi representante do Palmeiras no banco central, na época de Parmalat, diretor de futebol em 2003 e 2004 e virou conselheiro vitalício em 2005. Em 2011 e 2012, ele foi vice-presidente jurídico na gestão de Arnaldo Tirone.

Leila já era a grande favorita da disputa por conta de toda a sua influência recente no clube. A dona da Crefisa consegue o apoio de praticamente todo o clube após ter organizado pizzadas, festas, eventos de fim de semana e até mesmo fornecido ingressos para camarote e visitas à sala de troféus do Palmeiras. Ela também levou vários conselheiros para viagens com seu jato particular.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram