PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lavieri: São Paulo não tem o direito de reclamar de Daniel Alves

Daniel Alves lamenta durante Palmeiras x São Paulo pela Libertadores - VINICIUS NUNES/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO
Daniel Alves lamenta durante Palmeiras x São Paulo pela Libertadores Imagem: VINICIUS NUNES/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

10/09/2021 13h22

"Nada é maior do que o São Paulo" foi a frase repetida pelos dirigentes do Tricolor ao anunciar que Daniel Alves se recusou a voltar aos treinos enquanto não tiver suas contas em dia. A verdade, no entanto, é que o time do Morumbi não pode reclamar da atitude de seu jogador.

São milhões e milhões que o atleta teria que receber e ainda não recebeu. E aí não importa se o jogador já tem dinheiro para suas próximas 10 gerações ou se a dívida é da gestão passada.

No momento em que assume o São Paulo, Julio Casares assume tudo o que vem do passado. Os bons e os maus jogadores. Dinheiro de negociações antigas que ainda rendem bônus e compromissos que não foram pagos. Quando topa receber o que lhe ofereceram, Daniel Alves não coloca a arma na cabeça de ninguém para obrigar uma assinatura.

A decisão da atual diretoria foi de contratar novos jogadores, ganhando salários altíssimos com direito até mesmo a aumento automático como é o caso de Éder. Tudo isso, mesmo com dívidas e mais dívidas e até mesmo acordo para renegociar pagamentos atrasados.

Como fica a cabeça de Daniel Alves? É justo que atletas cheguem para aumentar os custos e ele fique sem receber os atrasados? Não foi à toa que o São Paulo nem cogitou brigar com o atleta quando ele optou por defender a seleção nas Olimpíadas. E não é à toa que não terá forças para ir à Justiça se quiser enfrentar o jogador que chegou com status de ídolo e parece caminhar para uma saída melancólica.

É verdade que a história do São Paulo é maior do que qualquer jogador. Podemos até discutir se Daniel Alves acertou ao expor sua insatisfação com o tema quando voltou do Japão. Mas nada disso dá o direito ao Tricolor de não honrar com os compromissos assumidos.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL