PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Escolha de adversário de Leila Pereira racha oposição no Palmeiras

Leila está cada vez mais perto de assumir cargo que é de Galiotte - Fabio Menotti
Leila está cada vez mais perto de assumir cargo que é de Galiotte Imagem: Fabio Menotti
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

08/09/2021 13h34

A oposição do Palmeiras não consegue achar consenso sobre quem é o melhor nome para enfrentar Leila Pereira na eleição para presidente que deve ser disputada em novembro. Já há um racha interno por conta do tema.

O ex-presidente Mustafá Contursi, um dos nomes mais importantes entre os opositores, está cada vez mais decidido a apoiar Mario Giannini, que já foi vice-presidente na gestão de Arnaldo Tirone e diretor de futebol no passado. A questão é que essa escolha não agrada a todos.

Algumas pessoas da oposição, especialmente da ala mais progressista, já se colocaram contra Giannini, mas admitem que é bem complicado lançar uma terceira via. O grupo dos conselheiros mais ligados a Paulo Nobre ainda não decidiu o que fazer e não descarta liberar o voto.

Savério Orlandi é o que mais agrada como possibilidade de terceira via, mas uma vitória é considerada altamente improvável se o clube ficar dividido em três nomes. Ele ainda tenta articular uma candidatura.

Giannini ganhou força após ter recebido 114 votos para ser o presidente do Conselho na briga contra Seraphim del Grande, que recebeu 129 e era considerado amplo favorito justamente por estar alinhado com Maurício Galiotte e Leila Pereira.

Como a diferença foi menor do que o esperado, Giannini passou a ser alvo de assédio de parte dos opositores e substituiu Luiz Pastore na preferência dos mustafistas.

Enquanto isso, Leila segue com amplo favoritismo para ser mandatária do Palmeiras pelos próximos três anos, apesar de sua candidatura despertar receio em parte dos conselheiros e associados pelo conflito de interesses evidente entre comandar o clube do qual é credora e ainda ser dona da patrocinadora.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram