PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Lobby funciona, e seleção olímpica faz amistosos sem resistência de clubes

André Jardine, técnico da Seleção Brasileira Olímpica - Lucas Figueiredo/CBF
André Jardine, técnico da Seleção Brasileira Olímpica Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

29/05/2021 04h00

A seleção olímpica masculina de futebol poderá contar com todos os atletas convocados para o período de preparação para os Jogos de Tóquio na semana que vem. Apesar de não existir consenso sobre a obrigatoriedade de liberação por parte dos clubes, nenhum time fez menção em comprar a briga com a CBF para que seus atletas não viajassem para os amistosos contra Sérvia e Cabo Verde.

Como não há calendário, neste momento, para os times europeus, o problema ficou centralizado para os jogadores que defendem equipes brasileiras e que terão o Brasileirão e a Copa do Brasil continuando normalmente, com a Libertadores parada por causa das Eliminatórias e da Copa América.

Na visão de especialistas ouvidos pelo blog, apesar de a convocação ser em uma data Fifa, a liberação dos atletas não era obrigatória por não se tratar da seleção principal e de nenhuma competição que faz parte das listadas pela entidade máxima do futebol.

Já para a CBF, a interpretação é que todos os clubes são obrigados a liberar por causa de o chamado ter sido feito na janela especificada pela Fifa para as seleções, apesar de reconhecer que os amistosos não estão listados entre as competições oficiais.

Para minimizar o dano, a entidade que cuida do futebol brasileiro negociou com o Flamengo a remarcação de jogos. O time carioca inicialmente recusou a proposta, mas depois recuou e aceitou o acordo. Gerson e Pedro foram chamados por André Jardine, além de Everton Ribeiro e Gabigol que já tinham sido convocados por Tite para o time principal.

Também há um intenso lobby feito por Branco, ex-lateral e hoje diretor das categorias de base da CBF, com os empresários dos jogadores convocados e também com clubes para evitar possíveis atritos. No início de 2020, Jardine teve de fazer praticamente duas convocações após receber diversas negativas de clubes europeus para formar um time para o Pré-Olímpico.

A concessão foi feita somente aos flamenguistas por causa do número de atletas convocados, mas outros times também serão desfalcados. Grêmio, Palmeiras, Atlético-MG, Athletico, Fluminense, São Paulo e Red Bull Bragantino tiveram convocados. Todas essas equipes perderão seus atletas após a rodada de estreia do Brasileirão marcada para o fim de semana.

O atrito deve voltar a aparecer na hora da convocação para a Olimpíada. A estreia na busca do bi olímpico está marcada para o dia 22 de julho, mas a preparação deve começar no início do mês. Isso significa que os times serão desfalcados por quase um mês com Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores rolando normalmente.