PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Dono da Crefisa doou R$ 300 mil a candidato a vice no Conselho Deliberativo

José Roberto Lamacchia e Leila Pereira são antigos aliados de Mustafá Contursi - Eduardo Ohata/UOL Esporte
José Roberto Lamacchia e Leila Pereira são antigos aliados de Mustafá Contursi Imagem: Eduardo Ohata/UOL Esporte
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

09/03/2021 14h20Atualizada em 09/03/2021 15h30

José Roberto Lamacchia, dono da Crefisa e marido de Leila Pereira, doou R$ 300 mil para a campanha de deputado federal de Guilherme Ribeiro em 2018, hoje candidato ao cargo de vice-presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras.

Na época, de acordo com o portal de transparência, o empresário fez dois depósitos de R$ 150 mil cada para o então candidato do PRB (Partido Republicano Brasileiro) que acabou não sendo eleito.

Em contato com o blog, Lamacchia afirmou que fez tudo dentro do que pede a lei. Guilherme Ribeiro repetiu o discurso e diz que todas as doações estão registradas no portal da transparência. Ele é filho de Jesse Ribeiro, que foi vice de Paulo Nobre e de Maurício Galiotte e também tem carreira na política.

Guilherme Ribeiro, Jesse Ribeiro, Paulo Nobre, Cícero Souza e Alexandre Mattos (da esq. para dir.) - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Guilherme Ribeiro, Jesse Ribeiro, Paulo Nobre, Cícero Souza e Alexandre Mattos (da esq. para dir.) em foto de 2015
Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Apesar da aliança no passado, Leila diz que seu apoio na eleição vai para outro candidato, o Alcyr Ramos da Silva Júnior. Os membros da situação alegam que Ribeiro tem raízes na ala do ex-presidente Mustafá Contursi, hoje rival político tanto de Maurício Galiotte quanto de Leila Pereira. Como uma terceira opção, o nome da oposição é o de José Corsini Filho.

Depois da publicação da reportagem, Jesse Ribeiro entrou em contato com o blog para afirmar que sua ligação com Mustafá só existe pelo episódio ocorrido em 1993, quando ele ajudou o Palmeiras na intermediação com a prefeitura de São Paulo para manter o terreno do Centro de Treinamento.

Entre os candidatos para presidência, Leila e Lamacchia mantêm o apoio a Seraphim Del Grande, que concorre pela reeleição. O atual presidente, inclusive, é amplamente criticado por ser favorável ao casal em todas as decisões que toma à frente do Conselho. Os críticos afirmam que ele não tem a independência necessária para liderar o clube.

O concorrente na eleição à presidência também tem ligação com Mustafá Contursi: Mario Giannini. Ele já foi diretor de futebol na gestão do ex-presidente e ainda vice-presidente na de Arnaldo Tirone.

A eleição estava marcada para o dia 15 de março na sede social do Palmeiras, mas, com a fase vermelha decretada pelo Estado por conta da crise de covid-19, o pleito foi adiado ainda sem data definida.