PUBLICIDADE
Topo

Grupo pró-MP do mandante retoma Vasco, mas perde Sport por acordo com Globo

Sport não pertence mais ao movimento Futebol Mais Livre - Marcello Zambrana/AGIF
Sport não pertence mais ao movimento Futebol Mais Livre Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

16/09/2020 11h06

O Futebol Mais Livre, que é o movimento de clubes a favor da MP do mandante, encontra dificuldades para se estabilizar com os mesmos membros por conta da pressão da Globo. Desta vez, o grupo perdeu o apoio do Sport.

O time de Pernambuco resolveu recuar após ter uma reunião com a emissora carioca. O escudo da equipe já não consta mais entre os signatários do movimento. A emissora não comenta o assunto. O clube, por sua vez, se manifestou por meio do vice-presidente de comunicação, Jurandyr Gayoso.

"Nós temos contrato com a Globo. Um parceiro importante e leal que nos acompanha há muito tempo. Não é justo ou cordial participar de qualquer movimento neste momento devido a essa parceria que se estende até 2024", afirmou ele ao blog.

"Igualmente respeitamos o pleito liderado pela Liga do Nordeste, a qual fazemos parte e que prontamente entendeu o nosso pleito de não participar do movimento neste momento", completou.

Ontem, o Vasco voltou a apoiar o movimento após ficar por alguns dias fora do grupo. Depois de uma reaproximação com a Globo por conta do pagamento de uma verba rescisória dos direitos de transmissão do Carioca, a equipe retirou o apoio ao Futebol Mais Livre. Após dias de conversa com os clubes apoiadores, no entanto, Alexandre Campello resolveu recuar.

Antes do Sport, o grupo havia perdido recentemente o apoio de Corinthians, Internacional e Atlético-MG também pela aproximação com a emissora de TV.

São Paulo, Fluminense, Botafogo e Grêmio foram os únicos clubes da Série A que não estiveram no grupo em nenhum momento. Desde os começos, eles apresentaram ressalvas com a MP do mandante.

A MP vive fase decisiva e precisa de atenção de Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, para não caducar. Como já mostra o UOL desde agosto, a intenção dele é não dar prosseguimento ao assunto. Os clubes, inclusive, tentam mudar de tática para fazer o projeto avançar.

Com as mudanças, agora os clubes que são a favor da MP do mandante entre os times da Série A são: Athletico, Atlético-GO, Bahia, Ceará, Coritiba, Flamengo, Fortaleza, Goiás, Red Bull Bragantino, Palmeiras, Santos e Vasco.

Ainda há outros times de outras divisões nacionais: ABC, América-MG, América-RN, Avaí, Bahia de Feira, Botafogo-PB, Botafogo de Ribeirão Preto, Brasil de Pelotas, Cascavel, Chapecoense, Confiança, CRB, Cruzeiro, CSA, Cuiabá, Ferroviário, Figueirense, Frei Paulistano, Guarani, Imperatriz, Juventude, Paraná, Paysandu, Londrina, Manaus FC, Náutico, Oeste, Operário, Remo, River-PI Sampaio Corrêa, Santa Cruz, Vila Nova e Vitória.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.