PUBLICIDADE
Topo

Paulista terá só Globo em área da imprensa no retorno após pandemia

Estádios só terão a presença de profissionais da Globo entre representantes da imprensa - Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Estádios só terão a presença de profissionais da Globo entre representantes da imprensa Imagem: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

13/07/2020 11h38

O retorno do Campeonato Paulista marcado para o próximo dia 22 de julho só terá a Globo como representante da imprensa diretamente dos estádios. O acordo está oficializado pela Federação Paulista de Futebol em seu protocolo de operação de jogo.

A decisão foi tomada pela própria entidade, em comum acordo com os clubes e outros grupos que representam a imprensa. Houve ainda um consenso na Comissão de Comunicação e Marketing dos clubes da A1, que já havia definido pela ausência de profissionais de mídia no retorno aos treinos. Também não será permitido o credenciamento de fotógrafos de nenhuma agência.

Assim, a cobertura in loco do retorno ficará restrita à emissora que comprou os direitos de transmissão, aos clubes envolvidos e à Federação. Todo o conteúdo jornalístico produzido dentro do estádio sairá apenas desses envolvidos.

A medida visa reduzir ao máximo o número de pessoas nos campos. Uma estimativa previu que o número de envolvidos em cada partida poderia dobrar com a entrada de profissionais de mídia, sem contar com todo o protocolo de segurança que precisaria ser reforçado para testes de temperatura, bloqueios e outras medidas preventivas.

Ainda assim, há regras para cada os que foram autorizados. Tudo para minimizar os riscos de contágio pelo coronavírus, evitando a aglomeração. Cada clube poderá credenciar três profissionais de mídia dentro do gramado, além de um assessor de imprensa. Todos eles precisarão usar máscaras e cumprir normas de distanciamento.

Os profissionais de Globo, Premiere e Sportv irão em número reduzido e também precisaram cumprir normas de distanciamento. Eles acessarão o gramado por uma entrada diferente da dos jogadores. Enquanto a bola rolar, os repórteres ficarão a pelo menos dois metros de distância do banco de reservas e as entrevistas serão feitas com microfone à distância.

Está permitida a entrevista das TVs oficiais dos clubes, que podem optar por abrir para perguntas de outros veículos de imprensa por meio de mensagens ou vídeo.

Imprensa está liberada no Rio

No Rio de Janeiro, no retorno do Carioca, o protocolo engloba a imprensa. Os repórteres precisam apresentar um exame para o Coronavírus com validade de sete dias para poder acessar a tribuna, além da obrigação do uso de máscaras, aferição de temperatura e a distribuição de álcool gel.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.