PUBLICIDADE
Topo

Aprovação do PL 2824 finaliza com chave de ouro o Dia do Atleta Paralímpico

O brasileiro Flavio Reitz durante salto em altura na Olimpíada Paralímpica de Londres em 2012 - STEFAN WERMUTH/REUTERS
O brasileiro Flavio Reitz durante salto em altura na Olimpíada Paralímpica de Londres em 2012 Imagem: STEFAN WERMUTH/REUTERS
Clodoaldo Silva

Clodoaldo Silva é o primeiro ídolo do esporte paralímpico brasileiro. Um dos maiores nadadores do mundo, é dono de 14 medalhas (6 ouros, 6 pratas e 2 bronze) paralímpicas. Também é palestrante, empresário, atuante na área de inclusão das pessoas com deficiência e comentarista do esporte paralímpico.

23/09/2020 13h28

Se já tínhamos motivos para comemorar, agora temos razões de sobra para isso. Nessa terça-feira (22), Dia Nacional do Atleta Paralímpico, a Câmara dos Deputados aprovou o PL 2824-2020, que prevê o auxílio emergencial para o setor esportivo. Quero chamar a atenção para um trecho da matéria ainda pouco conhecido. O PL também inclui o CBCP (Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos) como integrante do SND (Sistema Nacional do Desporto). Jair Bolsonaro, presidente da República, tem até 15 dias para sancionar a proposta.

O que isso significa? Que a aprovação do projeto corrige uma lacuna da Lei 9.615 de 1998. Nessa lei, enquanto o setor olímpico tem em sua organização o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e o Comitê Brasileiro de Clubes, que são responsáveis pelo esporte de alto rendimento e pela formação da base, respectivamente, no setor paralímpico temos somente o CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro).

Se o Brasil já se tornou uma potência paralímpica sem um trabalho mais robusto direcionado para os clubes, associações e entidades de base, imagina com a sanção do PL 2824? É urgente e providencial a sanção desse PL, senhor presidente da República.

Com o reconhecimento do CBCP, o Sistema Nacional do Desporto terá mais equilíbrio, e o reflexo será evidente. O setor paralímpico será o protagonista no auxílio do desenvolvimento dos clubes, o que fará toda a diferença na formação dos atletas paraolímpicos e, também, na cidadania plena das pessoas com deficiência.

É importante deixar claro que o CBCP foi criado recentemente por onze associações que mantêm atividades esportivas para pessoas com deficiência física, intelectual, visual e auditiva. Todas elas têm muitos anos de experiência, alta capacitação técnica e de gestão e muito envolvimento no movimento Paralímpico do Brasil.

Dois motivos principais levaram essas instituições a se unirem. Um deles é que clubes, associações e entidades paralímpicas/paradesportivas do Brasil estavam com dificuldades de acessar o recurso que é delas por direito. O segundo é o incômodo que as organizações sentem por não serem protagonistas na gestão dos clubes paralímpicos, visto que são elas que desenvolvem um trabalho de base e que possuem expertise para tratar de assuntos relacionados à formação de atletas com deficiência.

Por todos os motivos apresentados acima, eu peço para que a comunidade paralímpica/paradeportiva e para o máximo de pessoas que são nossos simpatizantes e torcedores apoiem a sanção do PL 2824/2020. Assim, o CBCP terá a oportunidade não só de aplicar os recursos das loterias, mas também de contribuir de forma exemplar no fomento do paradesporto.

Vamos revolucionar o desenvolvimento do esporte para pessoas com deficiência e iluminar o máximo de regiões possíveis com essa ferramenta que se chama esporte, uma das mais incríveis que tem um poder de transformar vidas, retirar pessoas de casa, contribuir para a cidadania dos indivíduos, movimentar o desenvolvimento do país, diminuir a violência e ajudar as pessoas a serem mais felizes e realizadas.

É de felicidade que eu estou falando. É de amor ao próximo e de oportunidades para um segmento da população que precisa de reconhecimento das suas reais potencialidades. Assim, ajudará a sociedade, de uma vez por todas, a não colocar em primeiro plano a deficiência dos indivíduos, mas a necessidade de políticas públicas eficazes para que eles possam mostrar de forma igualitária as suas capacidades.

Vamos em frente e na luta pela sanção do PL 2824! Compartilhe esse artigo, participe, mobilize suas redes.

Boa quarta-feira e abraços aquáticos para todos!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.