Topo

Coluna

Campo Livre


Gustavo Fogaça: "Underdogs" europeus que valem a pena acompanhar - parte II

Vinicius Jr briga pela bola, na partida entre Real Madrid e Valladolid, um dos "underdogs" - David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images
Vinicius Jr briga pela bola, na partida entre Real Madrid e Valladolid, um dos "underdogs" Imagem: David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images
Gustavo Fogaça

Gustavo Fogaça

Conhecido como Guffo, é comentarista da DAZN Brasil, analista de desempenho e cineasta

29/08/2019 10h55

Na semana passada demos uma olhada nas equipes da Premier League e da Ligue 1 que valem a pena dedicar uma atenção especial. Com o começo dos campeonatos nacionais na Espanha e na Itália, vamos dar uma passada naqueles clubes menores da La Liga e do Calcio que prometem surpreender nesta temporada.

Que Barcelona, Real Madrid e Atlético são favoritos ao título/vaga da Champions ninguém discute. É chover no molhado. Assim como Sevilla e Athletic de Bilbao sempre incomodam. Mas há vida além dos gigantes no campeonato espanhol, e passa primeiro pelo time do Real Bétis de Sevilha. Depois de um belo trabalho com Quique Setién, esta temporada o técnico Rubi assumiu prometendo variações táticas, flexibilidade e competitividade.

A chegada do francês Nabir Fekir, desejado por muitos clubes, e do centroavante espanhol Borja Iglesias, entregam a Rubi qualidade técnica para um elenco experiente que já vem de um bom trabalho coletivo.

Por tudo que conseguiu desde que subiu da segundona, o Getafe de Pepe Bordalás talvez seja o trabalho mais brilhante do futebol espanhol dos últimos anos. Com uma defesa extremamente intensa e sólida - a segunda melhor da Liga em 2018/19 - e de um ataque eficiente, é um time organizado e que deve tirar pontos dos grandes.

Com um empate e uma vitória neste começo de campeonato, o Valladolid está no G4 da tabela e quer brigar por vaga europeia. Em sua primeira temporada como sócio-proprietário, Ronaldo Nazário garantiu a permanência e agora vai por mais.

Jovens emprestados pelo Real Madrid são reforços significativos para o técnico Sergio González, entre eles, o goleiro ucraniano Lunin (campeão do mundo sub-20) e a grande promessa japonesa Takefusa Kubo, contratado a peso de ouro pelos merengues e que deve ganhar projeção no time Pucela. Vale observar!

Com apenas uma rodada jogada, a Serie A do futebol italiano promete uma das temporadas mais disputadas dos últimos anos. Isso porque os grandes se reforçaram e estão em condições de título: Juventus, Milan, Internazionale e Napoli estão bem à frente dos demais.

Os grandes da capital (Roma e Lazio) sempre complicam e devem disputar vaga nas competições europeias.

Dos times menores, dois merecem um olhar mais carinhoso e atento durante a temporada: o Torino e o Atalanta.

O time de Bérgamo historicamente consegue boas campanhas, mas os feitos alcançados na temporada passada foram além do esperado: vice na Coppa Italia, um terceiro lugar heróico na Liga e a vaga direta para a Champions League.

Assim, o time treinado por Gian Piero Gasperini deve seguir entregando qualidade técnica, organização e muito empenho coletivo. As chegadas do artilheiro colombiano Muriel e do zagueiro eslovaco Skrtel qualificam ainda mais o elenco.

Já o "primo pobre" de Turim vem em uma crescente muito interessante. Em sua terceira temporada como treinador, Walter Mazzari já começou goleando na fase preliminar da Europa League e se mostra um time forte, competitivo e "carne de pescoço".

A chegada do zagueiro brasileiro Lyanco traz mais segurança ainda para uma das defesas mais sólidas da Itália (um dos times que mais empatou na temporada passada). O Torino quer surpreender na Europa e garantir um bom desempenho nos torneios nacionais. Uma equipe sólida que promete um futebol organizado e interessante.

Mais Campo Livre